Como Baixar Vídeos do Facebook em Qualquer Dispositivo?

O Facebook é a plataforma de mídia social online mais comum e frequentemente usada em todo o mundo. É por isso que carrega mais de 2 bilhões de usuários ativos mensais. Pessoas de todas as faixas etárias adoram usar esta plataforma online. 

Eles acreditam que usar o Facebook é uma atividade agradável e sem estresse, e podem se manter relaxados. Por isso, o Facebook é considerado um dos maiores sites de streaming de vídeo do mundo. 

Agora as pessoas preferem adquirir conhecimento e informação através de vídeos online. É por isso que apenas por causa da demanda das pessoas, agora as plataformas de mídia social e sites de streaming de vídeo criam vídeos úteis para o público. 

Eles sabem bem que, com a ajuda de vídeos, podem entregar uma mensagem às pessoas em menos tempo. Além disso, a pesquisa e a observação dizem que o conteúdo visual permanece na mente das pessoas por muito tempo. 

Portanto, a maioria dos espectadores deseja baixar vídeos que eles veem on-line para apreciá-los mais tarde ou compartilhá-los com seus entes queridos. 

Para isso, eles sempre procuram por downloaders de vídeo. Aqui neste guia, criamos algumas ferramentas online. Usando estes, qualquer pessoa pode baixar vídeos do Facebook facilmente. 

Ferramentas on-line que podem ajudar a baixar o Facebook e outros vídeos on-line O

Facebook contém uma ampla variedade de conteúdo textual e visual. No entanto, nos últimos anos, a tendência de ficar atento ao ambiente se tornou muito suave com a ajuda de vídeos online. 

Atualmente, os vídeos disponíveis em diferentes plataformas online não apenas nos dão notícias, mas também podemos nos entreter com esses vídeos. Agora as pessoas passam muito tempo usando o Facebook e assistindo a vídeos online de acordo com seus interesses. 

Não seria errado dizermos que assistir a vídeos online se tornou um hobby agora. Mas o que geralmente acontece, enquanto assiste a um vídeo online, os amantes de vídeos sentem a necessidade de baixá-los. 

A razão é que os amantes de vídeo querem assistir seus vídeos favoritos repetidamente. Além disso, se eles vão compartilhar um vídeo online com outra pessoa, eles precisam baixá-lo primeiro. O problema é que o Facebook ou outras plataformas de mídia social não oferecem uma opção de download de vídeo.

Aqui estão alguns dos melhores downloaders de vídeo online para resolver esse problema. 

Baixar Video do Facebook com Duplichecker

Duplichecker é uma plataforma online que apresenta muitos serviços online para pessoas que podem usar em qualquer lugar e a qualquer hora.

Duplichecker Facebook video downloader . Usando este serviço, os amantes de vídeo podem baixar vídeo do Facebook e outras plataformas de mídia social sem dificuldade. Além disso, a ferramenta está disponível em diferentes idiomas, incluindo espanhol, turco, francês, italiano, etc. Portanto, se um amante de vídeo não fala inglês, pode usar a ferramenta com eficiência em seu próprio idioma. 

Além disso, a ferramenta tornou o download de vídeos fácil e rápido, pois possui uma interface muito conveniente. Por último, mas não menos importante, este downloader de vídeo do Facebook pode salvar facilmente todos os vídeos online em alta qualidade.  

Baixar Video Facebook com Fdown.net

Fdown.net é outro downloader de vídeo do Facebook. Esta ferramenta de download de vídeo pode ser facilmente operada em qualquer dispositivo. Assim, os amantes de vídeo podem usar a ferramenta em seus telefones, desktops, tablets e onde quiserem. 

A ferramenta salva vídeos do Facebook e suporta outras plataformas de mídia social e sites de streaming de vídeo. Assim, os amantes de vídeo podem baixar vídeos da internet usando esta ferramenta simples, mas confiável. A melhor parte deste downloader de vídeo é que ele também vem com uma extensão do Google Chrome. 

A ferramenta é baseada em alta tecnologia. É por isso que os amantes de vídeo podem baixar seus vídeos favoritos nos formatos desejados em apenas alguns segundos.

Baixar Videos do Facebook com SmallSEOTools

Se você quiser assistir seus vídeos favoritos repetidamente enquanto faz qualquer outra tarefa, então você deve usar o downloader de vídeo do Facebook por SmallSEOTools. 

Este downloader de vídeo do FB tornou o processo de download de vídeos ilimitados realmente sem complicações. Esta ferramenta online gratuita é altamente benéfica para baixar o Facebook e todos os vídeos online em qualquer dispositivo.

Para usar esta ferramenta, o usuário não precisa fazer nenhuma instalação. Você pode acessá-lo com o link: https://smallseotools.com/pt/facebook-video-downloader/. Além disso, é uma ferramenta baseada na web que pode ser facilmente acessada a qualquer hora e em qualquer lugar. 

Algumas coisas tornam este downloader de vídeo especial para seus usuários. Primeiro, esta ferramenta é totalmente gratuita. É proficiente o suficiente para baixar vídeos de alta deficiência em um tempo tão rápido. Além disso, salva todos os vídeos online sem suas marcas d’água.  

Últimas Palavras

O Facebook é uma plataforma de mídia social excelente e fácil de usar. Ele contém muitos vídeos online. Devido a esses vídeos, o Facebook envolve muitos usuários com ele. Sempre que as pessoas querem relaxar e tornar suas memórias memoráveis, elas começam a usar o Facebook. 

Ao rolar o feed de notícias ou a página de vídeos, os amantes de vídeos encontram os vídeos de acordo com seu interesse. Então eles querem baixá-los instantaneamente em seus dispositivos. Para isso, eles preferem usar downloaders de vídeo gratuitos do Facebook. 

Eles simplesmente copiam o link do URL do vídeo, colam-o na barra de pesquisa de um downloader de vídeo e obtêm as cópias mais aceitáveis ​​de seus vídeos online favoritos em pouco tempo.

Agora você já sabe como baixar vídeos do Facebook em qualquer dispositivo.

Como usar vestido jeans no inverno: Dicas de looks!

Se você não abre mão de vestido jeans, provavelmente deve estar se perguntando: como usar vestido jeans no inverno, não é mesmo?

O grande diferencial do vestido jeans é que dependendo da combinação e dos acessórios é que você pode montar looks dos mais despojados aos mais elegantes.

Além disso, se você não quiser investir em um vestido para o frio, pode usar aquele que tem no seu guarda-roupa, e o que vale é a sua criatividade.

Então, para te ajudar a criar looks incríveis, não deixe de acompanhar as dicas especiais que separamos para você!

Como escolher seu vestido jeans?

Antes de aprender a como usar vestido jeans no inverno, é importante primeiro escolher o vestido jeans adaptado para o inverno.

O ideal é que seja um modelo midi ou longo, justamente para proteger mais as pernas, mas se você gosta de modelos mais curtos, basta usar com uma legging de frio e tudo estará resolvido.

E por conta do clima mais frio, vale a pena investir em um jeans mais encorpado, já que protege mais e deixa seu corpo mais aquecido.

Um outro ponto a levar em conta é o seu biotipo, e escolher um modelo que traga mais harmonia e equilíbrio.

Como usar vestido jeans no inverno: dicas de looks

Agora que você já sabe qual modelo combina mais com o seu biotipo, aprenda agora como usar vestido jeans no inverno:

1.Vestido jeans midi com babados

Se você gosta de um estilo mais clássico, opte por um vestido jeans midi com babados na parte de cima, e é um modelo que combina com mangas 7/8.

Para um evento mais formal, aposte em botas de cano longo e de salto.

2.Vestido jeans tipo camisa

Para temperaturas mais amenas, a pedida é um vestido jeans tipo camisa, que combina tanto com salto alto ou tênis.

Aposte em acessórios, como uma echarpe ou se você gosta de um look monocromático, sobrepor com uma jaqueta jeans é outra sugestão.

3.Vestido jeans longo

Além de prático e confortável, o vestido jeans longo permite a criação de um look mais descolado até mais arrumadinho, sendo outra forma de como usar vestido jeans no inverno.

Geralmente, os vestidos longos são mais soltos, e para dar um toque especial, coloque um cinto ou amarre uma faixa na cintura.

4.Vestido jeans com renda

Para dar uma quebrada, a renda faz toda a diferença, deixando o look com um ar mais romântico.

Você mesmo pode dar seu toque especial, colocando uma barra de renda ou detalhes na manga ou no decote do vestido.

5.Vestido jeans curto

Como já falamos, se você adora um vestido jeans mais curto, faça algumas adaptações para poder usar no inverno.

Aposte em tecidos mais grossos, e combine muito com botas, meia-calça, assim com um sobretudo.

Todos esses looks podem ser usados no inverno, e o mais importante é você se sentir bem e confortável.

Dicas de acessórios para usar com vestido jeans no inverno

Agora que você já aprendeu a como usar vestido jeans no inverno, vale também investir em acessórios, para que seu look reflita a sua personalidade.

Então, quais os acessórios que combinam com vestido jeans em dias mais frios?

  • Botas de salto;
  • Coturnos;
  • Jaqueta de couro ou colorida;
  • Legging;
  • Meia-calça;
  • Cachecol e echarpe.

Como o vestido jeans é super versátil, o que vai deixar o look mais despojado ou sofisticado são os acessórios.

Apenas tome cuidado no momento de escolher o modelo, de forma a se adequar ao seu tipo físico, e claro, que seja confortável.

Leia também: 07 Melhores dicas para gerar renda extra

Conclusão

Então, conhecendo agora algumas ideias de como usar vestido jeans no inverno, qual dos looks tem mais a sua cara?

9 erros comuns de empreendedores de primeira viagem

Conhecer erros comuns de empreendedores é uma forma de evitar problemas no seu negócio e começar sua jornada com mais confiança.

Quem abre uma empresa se depara com uma série de desafios, alguns deles imprevisíveis, outros que podem ser esperados.

Então, vamos mostrar alguns atalhos para que você consiga evitar problemas, aproveitando a experiência de outras pessoas que já trilharam esse caminho.

Continue lendo e comece seu negócio com o pé direito.

9 erros comuns de empreendedores iniciantes

Veja a seguir quais são os erros mais comuns de empreendedores iniciantes e prepare-se para preveni-los no seu negócio:

1. Não ter um plano de negócio

Um dos erros mais comuns dos empreendedores iniciantes é começar a empresa sem ter um plano de negócio estruturado.

Esse instrumento é essencial para planejar o funcionamento da organização e detalhar todos os recursos necessários para iniciar as operações.

Estes são os aspectos que não podem faltar no planejamento:

  • Nome da empresa e segmento
  • Definição do público-alvo
  • Descrição do produto ou serviço e seus diferenciais
  • Definição dos canais de venda
  • Análise do mercado e concorrência
  • Capital social (investimento inicial)
  • Capital humano (contratações)
  • Plano operacional (produção, estoque, logística, etc.)
  • Planejamento financeiro (formação de preço, capital de giro, projeção de vendas, custos, etc.)
  • Plano de marketing
  • Indicadores e resultados esperados.

2. Não se formalizar

Um dos piores erros de empreendedores iniciantes é começar um negócio sem se formalizar.

Você pode até começar a vender como pessoa física, mas, para se profissionalizar, precisa ter um CNPJ, emitir nota fiscal e recolher impostos.

Nesse caso, abrir MEI e tornar-se um microempreendedor individual é a solução.

Nessa modalidade, você pode abrir seu CNPJ gratuitamente e online, pagar os menores impostos entre os tipos empresariais e ainda contratar um funcionário, desde que fature até R$ 81 mil ao ano e tenha suas ocupações entre as atividades permitidas.

3. Não separar as finanças pessoais das empresariais

Outro erro comum de empreendedores que pode ser perigoso para os negócios é não separar as finanças da empresa das finanças da pessoa física.

Esse deve ser um dos primeiros passos do empreendedor para garantir a saúde financeira do empreendimento.

Isso porque, ao misturar as contas, o gestor pode acabar fazendo saques para uso pessoal e prejudicar o fluxo de caixa do negócio.

4. Não fazer a gestão financeira

Muitos empreendedores de primeira viagem acham que basta olhar para o faturamento e para o volume de vendas para controlar as finanças do negócio.

No entanto, a gestão financeira eficiente exige um acompanhamento contínuo dos custos, receitas e despesas da empresa.

Somente dessa forma será possível apurar os lucros do negócio, reduzir custos e buscar o crescimento.

5. Não pagar o DAS em dia

O DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional) é a guia da contribuição do MEI que deve ser paga mensalmente, referente ao recolhimento do INSS e aos impostos devidos pela empresa.

Essa é a única obrigação do microempreendedor e deve ser cumprida pontualmente, para evitar a incidência de juros e multas.

Lembrando que, dependendo do tempo de atraso nos pagamentos, o empreendedor pode até ter seu CNPJ cancelado, além de ficar com uma dívida no seu CPF.

6. Não calcular o preço de venda corretamente

A precificação de produtos e serviços é uma das etapas mais importantes da gestão empresarial.

Porém, muitos empresários inexperientes acabam definindo preços de venda sem os critérios adequados e, dessa forma, têm prejuízo ou lucram abaixo do esperado.

Para evitar esse erro comum de empreendedores, você deve calcular os preços de produtos e serviços com base nos custos do negócio, por exemplo nos encargos gerados ao usar maquininha de cartão para comprar produtos, nos valores praticados pela concorrência e na capacidade de pagamento do seu consumidor.

7. Não estudar sobre gestão

Há empreendedores que acreditam possuir um “tino” para negócios, uma habilidade natural, e por essa razão, deixam de se capacitar.

Esse é um erro fatal que pode condenar a empresa a uma falência precoce, uma vez que a gestão profissional é essencial para sustentar um negócio.

Por isso, é preciso buscar cursos na área, como aqueles oferecidos pelo Sebrae, e também participar de eventos, ler livros, acompanhar influenciadores de negócios, etc.

8. Não acompanhar a legislação e o mercado

A legislação brasileira está em constante mudança, da mesma maneira que o mercado.

Logo, o empreendedor que não se mantém atualizado comete um erro grave, uma vez que é preciso estar atento às tendências para crescer e acompanhar as alterações regulatórias para cumprir as obrigações do negócio.

Alguns pontos a serem observados são o surgimento de novas leis que afetam a empresa, a entrada de novos concorrentes e as mudanças nos hábitos de consumo dos clientes.

9. Não aprender com os erros

Por fim, o empreendedor que não reflete sobre seus erros e deixa de aprender com eles está começando sua jornada de forma equivocada.

Errar no empreendedorismo é natural e acontece o tempo todo, mesmo com os mais experientes.

Portanto, o empresário iniciante deve se preparar para ser um eterno aprendiz e fazer de cara erro uma nova oportunidade de aprendizado e crescimento.

Anotou os erros comuns dos empreendedores para não cometê-los? Só aquela dicas de não misturar as finanças pessoais com as finanças da empresa já vale um compartilhamento deste texto, então compartilhe em todas as suas redes sociais.

E, continue acompanhando o blog para mais dicas de empreendedorismo!

Como os bancos digitais estão impactando a organização financeira de empresas

Procurar novas soluções que facilitem a administração do negócio deve ser algo frequente para quem empreende. O surgimento do banco digital para empresas é uma novidade que pode contribuir muito para a gestão financeira dos negócios.

Pessoas que começam a empreender como MEI e Empreendedor Individual conhecem bem as dificuldades de lidar com todas as tarefas de uma empresa sozinho. Assim como as pequenas empresas, que não contam grandes times, que normalmente tem poucas pessoas acumulando funções.

Compras de materiais, vendas, contratações, divulgação e marketing, administração de estoque. São muitas as atividades de um negócio, mesmo quando não são grandes. 

E a gestão financeira, apesar de ser uma das áreas mais importantes costuma ser deixada de lado na correria. Fazer pagamentos, cobranças e controlar o fluxo de caixa da empresa são tarefas essenciais para o bom funcionamento do negócio.

Isso sem falar no planejamento financeiro, que é um passo primordial para garantir a sustentabilidade do negócio. 

Com o avanço da tecnologia e a digitalização de muitos processos, até esse acompanhamento financeiro pode ser facilitado. Isso porque ao escolher uma conta digital para empresas, você terá acesso a todas as informações da sua conta de forma simples e rápida. 

Cada vez mais pessoas jurídicas têm aderido a esse novo tipo de banco pj que veio para ficar. Continue lendo para conhecer quais são os impactos dessas instituições na organização financeira das empresas.

O que é um banco digital para empresas?

O primeiro passo para entender como um banco digital pode facilitar o dia a dia da sua empresa é entender o que é esse tipo de instituição.

Um banco digital para empresas é aquele que tem toda a sua operação funcionando online. Isso significa que praticamente todos os serviços bancários oferecidos são realizados de forma 100% virtual. 

É isso mesmo, com os bancos digitais os clientes não precisam mais se deslocar até uma agência para fazer transações ou conversar com um gerente. Até porque esses bancos geralmente não possuem estrutura física para atendimento presencial.

São bancos que não contam com agências bancárias e todas as atividades financeiras são realizadas por meio de um aplicativo ou internet banking. Até a abertura da conta para empresas é feita digitalmente.

Atualmente, muitos bancos tradicionais que conhecemos há muitos anos já passaram por um processo de digitalização, oferecendo diversos serviços online como apps, internet banking e até conta digital para pj. No entanto, esse processo não caracteriza essas instituições como bancos digitais, já que eles mantêm toda a  estrutura de atendimento presencial que sempre tiveram.

Por não precisarem arcar com os custos de uma operação presencial, os bancos digitais acabam sendo muito atrativos para quem costuma empreender. Já que as contas oferecidas por eles contam com menos tarifas.

Mas essa é apenas uma vantagem desse tipo de banco. Abaixo você vai ver quais são os reais impactos de um banco digital para empresas no dia a dia.

Como um banco digital para empresas impacta no seu negócio

Economia de tempo

O primeiro ponto que temos que abordar é a economia de tempo gerada por esse tipo de instituição. Quem empreende sabe que perder horas do dia na fila do banco não é nem uma opção com tantas coisas para fazer. 

E, com um banco digital você nunca mais vai precisar se deslocar para resolver pendências bancárias. Entre os serviços oferecidos de forma 100% online estão:

  • Abertura de conta jurídica
  • Envio e recebimento de transferências e PIX pj
  • Pagamento de faturas
  • Emissão de boletos
  • Solicitação de cartão de crédito pj
  • Solicitação de crédito
  • Ajuste do limite de crédito
  • Acesso ao atendimento do banco
  • cobrar por pix

Menos burocracia

Você viu acima que até a abertura da conta é feita de forma digital. E o melhor de tudo é que a burocracia é mínima. Para abrir uma conta em um banco digital para empresas basta você fazer a solicitação pelo próprio site ou aplicativo da instituição.

Será necessário enviar alguns documentos que comprovem a existência e funcionamento da sua empresa. Após o envio dos arquivos, o banco irá realizar uma análise para se certificar que está tudo certo e em poucos dias sua conta será aprovada. 

Redução de custos

Quem tem conta pj em banco ou cartão de crédito empresarial sabe que embora sejam essenciais, também podem custar caro. E esse é outro impacto dos bancos digitais. 

Como dissemos acima, por não terem que arcar com os custos de uma estrutura física, esses bancos conseguem oferecer taxas muito mais atrativas para as empresas.

Seja na tarifa de manutenção da conta, anuidade do cartão, taxa para emissão de boletos ou transferências. Tudo é um pouco mais barato nesse tipo de banco. 

E o melhor, existem até opções de conta pj gratuita, como é o caso da Conta Digital da Cora, que não cobra nem por transferências ou emissão de boletos e ainda oferece um cartão de crédito pj sem anuidade.

Controle total das finanças

Talvez esse seja o maior impacto de ter uma conta em um banco digital para empreendedores. Através do aplicativo ou internet banking você tem acesso a todas as movimentações financeiras da sua conta, ou cartão em tempo real.

Com isso fica muito mais fácil controlar todas as entradas e saídas da conta. Nada passa despercebido. Esses bancos costumam contar com apps intuitivos que oferecem um fácil acesso a extrato, comprovantes, fatura do cartão e outros serviços.

Algumas contas digitais, como a Conta Cora, também oferecem um sistema de Gestão de Cobranças. Isso permite que você acompanhe todas as cobranças em aberto e configure o envio de lembretes automáticos para os seus clientes quando está chegando o prazo de pagamento de uma fatura.

Com todos esses impactos positivos, os bancos digitais vêm conquistando cada vez mais empresas para o mundo virtual. Afinal, quem não quer mais facilidade na gestão financeira?

Controladoria e finanças na gestão empresarial

Quase toda empresa, mesmo sem saber, acaba aplicando controladoria e finanças na gestão empresarial da sua entidade. Mas nem em todo o caso essas atividades são realmente postas para funcionar.

E o pior que, ao deixar de utilizá-las, é possível colocar em perigo a parte de desenvolvimento, o crescimento e a sobrevivência da sua corporação, terminando, enfim, na falência.

Por conta disso, no artigo de hoje, apresentaremos para você, nosso caro leitor, a relação que controladoria e finanças possuem com a gestão empresarial, permitindo reavaliar o planejamento do seu negócio.

Aproveite e boa leitura!

Controladoria e finanças são importantes

Ainda que pareça exagerado falando assim, estas são de suma importância quando falamos do ponto estratégico de uma empresa. De um modo geral, controladoria e finanças estão relacionados, o que agrega lucratividade, eficiência produtividade e redução de custos para a entidade.

Ao mesmo tempo, o processo de decisão é simplificado, por que os dados que estão a disposição e serão analisados de maneira precisa antes de definir o melhor rumo possível para a corporação.

Então, qual é o papel desse recurso na gestão empresarial? Quais são os benefícios oferecidos? Como isso contribui para o planejamento financeiro da companhia? Essas entre outras perguntas que iremos responder.

Controladoria e finanças: o que é controladoria?

Antes de mais nada, é preciso explicar do que se tratam ambos os conceitos, e começaremos por controladoria.

Está se trata de uma função composta por diferentes atividades, que trabalham com métodos de administração, contabilidade e outras áreas Seu objetivo trata-se de otimizar a gestão empresarial a partir de planejamento, execução e controle para subsidiar as tomadas de decisão acertadas.

Por contar com diferentes profissionais, esse setor gerencia e analisa atividades de curto a longo prazo praticadas dentro da própria entidade. Além disso, ainda ajuda a consertar erros executados e aumentar as chances de acerto.

Por isso, o trabalho vai além dos aspectos burocráticos, como cálculo e controle financeiro e de outros custos operacionais, contratação de colaboradores novos, compra de materiais ou ainda monitoramento de finanças.

Na verdade, oferece uma visão sistêmica, que abrange o conhecimento da cadeia de valor da organização e do mercado. Diante deste contexto, suas principais funções neste setor são:

  • Desenvolver, manter e sistematizar planos operacionais condizentes com os objetivos organizacionais, isto é, que esteja relacionados à missão da própria companhia;
  • Organizar, avaliar e compreender os dados coletados a fim de tomar decisões mais corretas e assertivas e gerar demonstrações exigidas da pelos stakeholders;
  •  Atualizar custos gerenciais do negócio, para que as informações possam se manter seguras e ainda sirvam de base para o controle da entidade.
  • Supervisionar impostos e manter um relacionamento com auditores externos e internos, ao mesmo tempo que consegue realizar o monitoramento das funções da tesouraria;

Além destes propósitos, existem outras funções em adicional que podem ser agregadas pelos profissionais da controladoria. Algumas dessas são:

  • Gestão da cobertura de seguros;
  • Condução de ofertas públicas de títulos;
  • Tratamento com possíveis investidores e credores;
  • Delimitação dos valores de crédito dos clientes;
  • Gerenciamento dos investimentos da empresa;

Controladoria e finanças em conjunto

Quando as finanças e a controladoria se encontram e se tornam interligadas, o resultado é o aumento da competitividade da entidade, com uma grande melhoria na produtividade, eficiente e qualidade, que tem um grande impacto sobre a lucratividade da própria empresa.

Portanto, estas têm um papel estratégico fundamental para que um negócio possa persistir e sobreviver no mercado, sendo necessário possuir alguém que mantenha o controle sobre estas.

Este profissional chamado de controller deverá possuir conhecimentos amplos sobre o setor de atuação e gestão, garantindo que a avaliação de indicadores gerenciais e um detalhamento claro das informações possa ser feito. Além disso, isso tornará possível prever problemas e implementar melhorias que visam ao crescimento organizacional.

Qual é o papel da controladoria e finanças?

Uma empresa pode ter um setor específico ou trabalhar a partir da premissa da controladoria. Em qualquer um dos casos o propósito é reunir informações com base em padrões de análise técnica que embase as decisões.

Por conta disso a contabilidade, a matemática, o direito tributário e a administração serão os pilares mais importantes e que devem ser mantidos sempre em mente ao se trabalhar com estes.

Também será preciso que o profissional que venha a trabalhar como este deverá também considerar alguns critérios técnicos importantes sobre o assunto, como as responsabilidades que o papel traz consigo, por exemplo.

Controladoria e finanças são necessárias em todas as empresas

Como podemos observar, estes trazem pontos muito relevantes que irão elevar, e muito, o fator competitivo dentro da sua empresa. Empregá-los de maneira eficiente garantirá não apenas a sobrevivência, mas o destaque no mercado.

E para aqueles que desejam adentrar ao mercado, aqui na CashMe oferecemos ótimas oportunidades para que você inicie seus passos com o pé direito. Conosco você vai mais longe!

Gostou do texto? Faça uma simulação com a gente! Compartilhe e deixe a sua opinião, queremos saber.

Saiba mais sobre o empréstimo de 200 mil reais 

5 melhores websites de Criptomoedas e BTC NEWS

Neste artigo, criamos uma lista com os melhores sites para analisar criptomoedas com notícias, seja para quem está começando nesse mercado, ou para quem já tem experiência.

O mercado financeiro está sendo marcado nos últimos anos pela presença das criptomoedas. Não é necessário ser um investidor e, muito menos, um profissional do mercado financeiro, para já ter ouvido falar sobre esse tema, e os altos e baixos que o acompanham.

Quem investe em criptomoedas, precisa estar sempre atualizado sobre as últimas informações sobre as moedas digitais, através de sites confiáveis e seguros.

Afinal de contas, com uma volatilidade tão alta, o risco desse tipo de investimento é muito grande! Por isso, confira abaixo os 5 melhores sites para analisar criptomoedas atualmente:

1. PortalCripto

Melhores sites para analisar Criptomoedas: Sem dúvida, o PortalCripto é um dos melhores sites para analisar criptomoedas e mais completos, com uma aba totalmente exclusiva sobre elas.

O site com listagem de criptomoedas com previsão de preço, as maiores categorias de criptomoedas do mercado, avaliação de criptomoedas e BTC NEWS.

Além disso, o blog do site é repleto de conteúdos informativos que são essenciais para os investidores. Por isso, não deixe de acessá-lo, para obter as melhores e mais completas informações sobre criptomoedas.

2. Blockchain.info

Melhores sites para analisar Criptomoedas: O Blockchain.info oferece um online wallet, permite ver todas as transações que ocorreram na rede do Bitcoin e saldos.

Na aba DATA, os usuários podem conferir informações mais gerais da rede, como as estatísticas de mineração, dados dos mineradores, taxas pagas, consumo de energia, número de transações esperando confirmação e diversos outros! Portanto, também é um dos melhores sites para analisar criptomoedas.

3. Reddit

Melhores sites para analisar Criptomoedas: O Reddit é um outro tipo de fórum de discussão, e o  reddit possui mais de 600.000 inscritos, onde são debatidos e comentados vários assuntos sobre criptomoedas e Bitcoins.

Por isso, é uma ótima opção para sanar dúvidas, e ficar de olho nas movimentações que estão acontecendo.

4. Twitter

Melhores sites para analisar Criptomoedas: Quando falamos em receber informações, as redes sociais não poderiam ficar de fora, não é mesmo?

Hoje, o Twitter é, sem dúvidas, um dos melhores sites e ferramentas para acompanhar, em tempo real, todo o mundo das criptomoedas.

Além disso, todos os projetos e moedas possuem seus próprios perfis, sendo possível seguir e acompanhar o progresso e o projeto ainda mais de perto.

5. CoinMarketCap

Melhores sites para analisar Criptomoedas: O CoinMarketCap é um site de referência nesse mercado. Por isso, não poderia faltar na lista dos melhores sites para analisar criptomoedas.

Nele, é possível acessar a lista completa com todas as criptomoedas que existem, e a capitalização de mercado de cada uma.

Além disso, tem um ranking feito a partir da capitalização de mercado, e permite utilizar diversos filtros para encontrar uma moeda.

Tendo dito isso, antes de fazer qualquer investimento, faça suas pesquisas, investir em criptomoedas é altamente arriscado e especulativo, e este artigo não é uma recomendação do redator para investir em criptomoedas.

Suspensão do serviço por falta de pagamento: O que o consumidor deve fazer

A internet, luz, TV a cabo e outros serviços são essenciais para o nosso dia-a-dia, seja eles para uso pessoal ou mesmo para uso profissional. 

No entanto, é possível sofrer com alguns problemas em relação ao fornecimento deste tipo de serviço, como é o caso da suspensão do serviço por falta de pagamento. Neste caso, muitas pessoas não sabem como proceder em relação a essa situação e acabam piorando ainda mais o problema em relação ao fornecedor. No entanto, saiba que o consumidor pode fazer algumas coisas para retomar este serviço.

Sendo assim, caso você tenha a sua internet cortada ou tenha sofrido uma suspensão do serviço por falta de pagamento, saiba que você pode ser compensado durante este período que esteve sem receber o serviço. 

Nesse caso, é necessário ficar atento a algumas dicas que trouxemos e que podem ser úteis para reaver o serviço que deixaram de ser prestados. Pensando nisso, criamos o texto abaixo para falar um pouco mais sobre a suspensão do serviço por falta de pagamento. 

Sendo assim, se você quer saber o que fazer quando passar por essa situação, recomendamos continuar a leitura e ficar por dentro das principais informações e dicas que realmente sobre o tema.

Veja também: Aplicativos para ganhar dinheiro.

Quando as concessionárias podem suspender os serviços?

Antes de adentrarmos no tema, é necessário entender a partir de quando as concessionárias de serviços podem fazer a suspensão ou mesmo o corte deles. 

Em conformidade com a resolução número 632/2014 (Regulamento Geral de Direitos do Consumidor de Serviços de Telecomunicação) editada pela Anatel, é possível ocorrer a suspensão, bem como a rescisão do contrato pela falta de pagamento ou pela inserção de crédito. 

De forma simples, podemos dizer que as concessionárias de serviços como fatura em atraso da Claro TV, podem suspender parcial ou totalmente os serviços pela falta de pagamento ou pelo pagamento a menor.

Quais são os prazos para suspensão ou corte?

A partir do momento em que o consumidor está inadimplente, as concessionárias podem realizar a suspensão dos serviços ofertados ao consumidor a partir dos seguintes prazos:

15 dias após notificar o cliente: é possível realizar a suspensão parcial dos serviços ofertados ao cliente, ou seja, uma redução na velocidade que foi contratada;

30 dias após a realização do início da suspensão parcial: 

A empresa prestadora de serviços poderá suspender de forma total a disponibilização dos serviços aos clientes após passar 30 dias desde que se iniciou a suspensão parcial. Nesse caso, após realizar a suspensão total, esta empresa não poderá cobrar nenhum tipo de valor referente assinatura ou a prestação de serviço;

30 dias após a realização da suspensão total: após exaurir o prazo de 30 dias da suspensão total dos serviços ofertados aos clientes, a empresa prestadora de serviços poderá desativar de forma definitiva a prestação do serviço ao consumidor, bem como fazer a rescisão do contrato. 

Após realizar a rescisão deste contrato, a empresa prestadora de serviço poderá fazer a inclusão do nome do consumidor no sistema de proteção ao crédito. Essa inclusão está condicionada ao encaminhamento para o consumidor de um comprovante escrito da rescisão contratual, no prazo de sete dias.

No entanto, se o consumidor efetuar o pagamento antes da realização da rescisão contratual, a empresa prestadora de serviços é obrigada a fazer o restabelecimento de todos os serviços no prazo máximo de 24h, que são contados a partir do momento do conhecimento da quitação do débito o mesmo da inserção de crédito. Essa obrigação está fundamentada nos artigos 90 a 103 da resolução mencionada anteriormente. 

Cumpre destacar também que se a assinatura de serviço da internet estiver associada a um Combo de outros serviços, essas demais opções não podem ser afetadas pela suspensão do serviço de internet.

Quanto custa para restabelecer os serviços?

Em conformidade com a Resolução 632/2014 da Anatel, em seu art.102, temos que nos casos de rescisão ou suspensão da prestação dos serviços de internet pela falta de pagamento, ou de inserção de crédito, a empresa concessionária dos serviços não poderá realizar a cobrança de qualquer valor para fazer o restabelecimento da prestação destes serviços. 

Portanto, os clientes podem ficar tranquilos, que o restabelecimento da prestação de serviço é feito de forma totalmente gratuita e sem ter que pagar nada além do valor devido.

Minha internet foi cortada indevidamente. Quais os meus direitos?

Se o consumidor estiver temporariamente sem serviço de internet, ele tem direito a uma indenização. 

Em caso de interrupção ou degradação da qualidade do serviço, o prestador deverá descontar da assinatura um valor proporcional à fração de horas ou minutos em que o consumidor foi mal atendido adequadamente. 

No entanto, se o serviço for interrompido devido à manutenção da rede, as operadoras devem notificar os consumidores com pelo menos 72 horas de antecedência, devendo também descontar as faturas inutilizadas diariamente.

Vale ressaltar que esse reembolso deve ser automático, mas nem sempre os provedores seguem essa decisão. 

Portanto, é necessário ficar atento e sempre entrar em contato com o operador em caso de suspensão indevida. Além disso, caso um consumidor tenha sido prejudicado em alguma atividade laboral por falta de internet, e ele tenha comprovação desse fato, ele pode reivindicar o chamado valor do lucro cessante. 

Nesse caso, é necessário juntar a maior quantidade possível de documentos que sirvam de prova para pleitear judicialmente a resolução do problema, se eventualmente a prestadora de serviços se recusar a ressarci-lo.

Como deve ser a comunicação da suspensão ou corte dos serviços?

A comunicação da suspensão ou corte dos serviços deve ser feita gratuitamente pela empresa concessionária, de modo a trazer informações acerca dos registros de inadimplência do cliente. De acordo com o art. 91 da resolução criada pela Anatel, nos casos de suspensão dos serviços pela inadimplência, é necessário que a notificação realizada ao consumidor possua os itens abaixo:

Os motivos que levaram à suspensão ou ao corte de serviços; 

As regras e os prazos referentes a suspensão parcial, total a rescisão contratual;

O valor da conta e a forma de pagamento, assim como o mês de referência;

A possibilidade de realização do registro deste débito nos serviços de proteção ao crédito após realizada a rescisão contratual.

No que tange aos canais de comunicação que as empresas podem utilizar para avisar a suspensão do corte do serviço, podemos dizer que eles orientam de acordo com a prestadora de serviço. 

Portanto, cada uma delas utilizam canais de comunicação diferente

Por que fazer SEO em 2022?

Existem várias alavancas no marketing digital e SEO ou referenciamento natural é uma delas. Uma estratégia de referência natural é uma ferramenta essencial de marketing digital. Este guia explica o que é SEO e por que é importante. O SEO é composto por vários componentes, e saber o que são e como funcionam é essencial para entender por que o SEO é tão importante.

O SEO é crucial porque torna seu site mais visível, o que significa mais tráfego e mais oportunidades para converter leads em clientes. O SEO permite atrair tráfego qualificado para o seu site porque o seu conteúdo responde à pesquisa atual do visitante.

O objetivo do SEO é melhorar a confiança depositada em você pelos internautas e pelo Google. Isso se traduz na prática em melhor visibilidade nos mecanismos de busca com uma boa estratégia para comprar backlinks de confiança .

Muitas marcas ou empresas sabem que precisam de um bom SEO para seu site. Alguns estão cientes dos benefícios do SEO, outros nem tanto, então aproveite!

Saiba como implementar as melhores práticas para que sua marca seja vista online mais do que nunca.

A busca orgânica é a principal fonte de tráfego para sites.

A busca orgânica é uma alavanca essencial para adquirir tráfego para sites de negócios. Este é o ponto de partida para engajar seus visitantes e convertê-los em seu funil de vendas e compras.

Principais motores de busca.

Como você sabe, o Google tem uma participação muito maior no mercado de buscas do que seus concorrentes Bing, Yahoo, Baidu, Yandex, DuckDuckGo, Qwant e outros.

O Google detém mais de 75% do mercado global de buscas. Ele é o líder indiscutível e, portanto, é importante seguir suas orientações. Dito isso, os 25% restantes do mercado de outros motores são obviamente valiosos para o seu negócio também.

Outros tipos de motor de busca.

Quando falamos em mecanismos de busca, pensamos diretamente na pesquisa de palavras-chave. Não se esqueça de que você usa os mecanismos de pesquisa com ainda mais frequência, por exemplo:

  • Quando você procura um produto na Amazon.
  • Quando você encontra um colega nas redes sociais.
  • Quando você está procurando um artigo de imprensa em um site de notícias.
  • Ou quando você assiste a vídeos no Youtube, Dailymotion ou Vimeo.

Motores de busca de vídeo.

Um Google pode esconder outro! Com efeito, se é fortemente aconselhado seguir o seu conselho para a sua referência natural, é também porque o ecossistema empresarial não para por aí.

O Youtube é o segundo mecanismo de busca mais usado no mundo e é de propriedade do Google.

O YouTube é um mecanismo de pesquisa. Portanto, escolher e usar palavras-chave apropriadas (nome, descrição, tags) para um vídeo é tão necessário quanto para um site.

Outros fatores influentes no SEO do YouTube são, por exemplo, a instalação de arquivos de legendas, a qualidade do vídeo, a idade do vídeo, anotações em forma de pop-ups, dicas de ferramentas que permitem mais interatividade e claro a miniatura do seu vídeo .

SEO constrói credibilidade para o seu negócio.

Como na vida, é impossível na web estabelecer relações de confiança e sua credibilidade da noite para o dia.

Como ganhar a confiança do Google?

Fazer referências bem-sucedidas na web e se tornar um especialista em um assunto aos olhos do Google requer muitas alavancas, por exemplo:

  • Conteúdo original com alto valor agregado.
  • Links de entrada de sites de referência no mesmo domínio que você.
  • O comportamento dos visitantes do seu site (tempo de visita, taxa de rejeição, conversões, etc.).
  • Otimização técnica do site (certificado SSL, responsivo, tag SEO, etc.).

Assim, a autoridade do seu site requer paciência, esforço e empenho. Obviamente, isso também depende de um produto de qualidade e de uma boa equipe, mas isso é outro assunto.

Como conquistar a confiança de seus clientes?

Conseguir se posicionar nos primeiros lugares do buscador é sinal de que sua empresa fornece as respostas para as dúvidas dos clientes. De fato, o algoritmo do Google é muito bem feito e progride a cada dia.

Há alguns meses, um cliente me disse: “Não sou o primeiro neste pedido, não é normal, somos apenas duas empresas oficiais na França”.

Expliquei a ele o porquê (conteúdo fraco, qualidade técnica do site muito baixa, estrutura e experiência do usuário para revisar) e estamos tentando acompanhar a concorrência hoje.

Sua credibilidade foi questionada por empresas privadas que investiram antes dele em referenciamento natural com conteúdo de valor agregado para os internautas, ao contrário dele.

Alcançar uma alta classificação no Google garantirá a credibilidade do seu negócio aos olhos de todos os visitantes.

Uma boa experiência do usuário requer otimização de SEO.

Todo mundo espera ter sucesso em seu SEO para seus serviços e aumentar a visibilidade do site. Poucas pessoas entendem que uma experiência de usuário ideal é uma parte importante para conseguir isso.

O que é UX?

O termo UX vem da experiência do usuário ou experiência do usuário. O trabalho do UX designer consiste, portanto, em projetar uma interface acessível e fácil de usar para qualquer tipo de meio.

Vamos dar um exemplo simples com o Google novamente!

O mecanismo de busca está se tornando cada vez mais um mecanismo de resposta. Isso significa que as respostas às suas pesquisas são exibidas diretamente nas SERPs.

O objetivo é oferecer uma experiência de usuário ou UX mais confortável (informações pesquisadas disponíveis sem alterar as páginas).

Diferença entre UX e UI.

Quanto melhor a experiência do usuário do seu cliente, mais visibilidade você ganha. De fato, o Google aprendeu a interpretar uma experiência de usuário favorável ou desfavorável.

Tenha cuidado para não confundir a experiência do usuário (UX) com a interface do usuário (UI). Aqui está um tutorial de um minuto para entender completamente a diferença.

Como melhorar a experiência do usuário?

Um referenciamento natural de qualidade integra uma reflexão ao nível do UX e dos seus visitantes.

Lembre-se de uma coisa, os clientes sabem o que querem e querem ler o que sabem primeiro! Isso os tranquiliza à primeira vista. Você pode então liberar seu conhecimento!

Primeiro, otimizar seu SEO e seu conteúdo permitirá que você exiba suas informações na forma de rich snippets ou na posição 0 nos resultados do Google.

Ao acessar essas vagas, você não só oferece uma resposta imediata aos visitantes (boa experiência do usuário) como esta lhe dá credibilidade antes de chegar ao site da sua empresa.

Aqui estão algumas ideias técnicas que terão um impacto positivo no UX do site da sua empresa:

  • Usando farinha de rosca.
  • Proponha um layout para celulares.
  • Estruture seus dados.
  • Uso de H.
  • Aprenda a escrever para a web.

Se você não se importa com a experiência do usuário, certifique-se de que o desempenho do site será prejudicado.

Melhore seu SEO local.

O advento do SEO local graças aos telefones celulares.

Chega de páginas amarelas! Quando alguém procura uma joalheria ou uma agência da web em seu bairro, pergunta ao Google.

O SEO local visa otimizar sua visibilidade online para as pessoas ao seu redor. O objetivo é que as pessoas o encontrem de forma rápida, fácil e cheguem ao seu negócio.

Com o crescimento do tráfego móvel, os resultados de pesquisa com “intenção local” destacam as lojas que podem ser de seu interesse ao seu redor.

Essas intenções de pesquisa são alavancas importantes de tráfego na web e sinônimo de vendas na loja. As empresas com montra devem investir absolutamente neste segmento de referenciação natural.

Google My Business, uma ferramenta poderosa para SEO.

Para promover o engajamento local, os profissionais de SEO priorizam conteúdos em páginas específicas do site e utilizam a ferramenta Google Meu Negócio.

SEO local e Google Meu Negócio: o guia completo.

Qual é a melhor maneira de chamar a atenção da pesquisa local no Google?

Otimizando seu SEO no Google Maps.

Faça barulho para melhorar seu SEO local.

Por fim, não esqueça que o Google leva em consideração o “ruído” que você gera na web. Através das redes sociais identificadas como contas oficiais e graças aos comentários dos seus clientes.

Portanto, considere enfatizar as classificações dos usuários no Google e em outros sites de avaliação, como Yelp, Trip Advisor, dependendo do seu setor.

Quer você goste ou não, a moda 5 estrelas não está prestes a desaparecer!

Trabalhe em seu SEO para influenciar o ciclo de compra de seus clientes.

As marcas devem estar visíveis sempre que os clientes em potencial precisarem delas. E o momento chave para estabelecer contato com seu cliente não é quando você preenche os dados do seu cartão de crédito para fazer um pedido, é muito antes!

O que é intenção de pesquisa?

A intenção de pesquisa é o motivo pelo qual as pessoas pesquisam uma pesquisa específica no Google.

Um mecanismo de busca, como o Google, é capaz de determinar as intenções de busca dos usuários da Internet.

As diferentes intenções de pesquisa no Google.

É bastante simples configurar um site de comércio eletrônico trabalhando com uma agência web como a GR3 WEB.

É todo um outro trabalho criar e fornecer conteúdo interessante para fornecer informações sobre sua área de atuação.

De fato, os clientes pesquisam na web antes de fazer uma compra. Essa é uma das maiores vantagens da internet para o cliente. Não há incentivo para compra, pois se pode estar em uma loja física.

Essa atitude corresponde a uma intenção de busca informacional em termos de SEO. Este momento é uma oportunidade de ouro para as empresas. Isso é ideal para estabelecer uma relação de confiança e estabelecer seu status de especialista com seus visitantes.

Diagrama de intenções de pesquisa

A segunda intenção é a intenção de pesquisa comercial . O internauta está em busca de informações que provavelmente o levarão a uma transação posterior. Ele não tomou uma decisão final e está buscando informações adicionais. Eles querem comprar, mas estão procurando informações para orientá-los para o produto ou serviço certo.

A última intenção é a intenção de pesquisa transacional : as chances de uma conversão são muito altas. O usuário da Internet está procurando fazer uma compra.

Conseguir se colocar à frente do ato da compra respondendo às perguntas dos compradores (tutoriais, perguntas técnicas, conteúdos relacionados, vídeos, fotos, etc.), garante um impacto positivo no ciclo de compra deles.

Não há dúvida de que você aumentará suas chances de vender o produto em vez de outro site no dia em que o cliente estiver inclinado a comprar.

A otimização do seu site deve ser regular.

Em primeiro lugar, é um bom começo querer integrar uma estratégia de SEO ao seu negócio.

Você deve saber que levará muito tempo se você estiver começando do zero e um bom lugar nos resultados nunca for alcançado.

De fato, o Google atualiza seu algoritmo quase todos os dias. Portanto, é necessário manter-se a par das principais atualizações.

É aí que entra um gerente de SEO. A boa saúde do seu SEO requer monitoramento constante das mudanças para ficar à frente da concorrência e, com sorte, ficar ou chegar à página 1.

Portanto, basta lembrar que algumas ações específicas de referenciamento natural, sem dúvida, serão eficazes no curto prazo.

Mas se você quiser fazer seu negócio brilhar no longo prazo, essa alavanca de aquisição de tráfego deve ser integrada ao seu orçamento de marketing geral e contínuo.

Seus esforços serão recompensados ​​e terão um impacto que durará mais de vários anos.

Entender o SEO ajuda você a monitorar seus concorrentes.

Com o ambiente da Web em constante mudança, pode ser difícil acompanhar todas as mudanças.

Mas, mantendo-se atualizado sobre as referências naturais, você também observará mudanças nas estratégias ou na comunicação de seus concorrentes.

Com efeito, um dos indicadores importantes no acompanhamento diário do seu referenciamento, na GR3 WEB por exemplo, é o acompanhamento dos concorrentes. 

Ao comparar suas posições nos resultados de pesquisa com seus concorrentes, você poderá detectar suas estratégias. E antecipe sua comunicação ou seus serviços.

Em geral, se você estiver interessado em referências naturais, isso abrirá os campos de suas habilidades no setor da web em geral.

O referenciamento natural não é caro!

Obviamente, otimizar um site custa tempo e dinheiro! Mas como tudo, seu retorno do investimento será bom se receber atenção e investimento.

Mas se o trabalho for bem feito, a recompensa será enorme em termos de benefícios e resultados da marca.

Por que SEO não é uma despesa de marketing, é um investimento empresarial?

  • Uma boa implementação de otimização de mecanismo de pesquisa durará anos.
  • Tente estimar o custo de um vendedor dedicado à prospecção 24 horas por dia, 7 dias por semana.

SEO, quanto custa?

Você quer fazer referências naturais, mas não tem tempo? Deixe essa tarefa para um profissional.

Seu investimento é mensurável em vários KPIs.

Embora o SEO não seja tão fácil de calcular quanto a pesquisa paga como o Google Ads, é possível usar diferentes KPIs para monitoramento e análise regulares.

Além disso, se você integrar o referenciamento natural à sua estratégia de aquisição de tráfego, estará optando por uma visão de longo prazo, pois as posições conquistadas não desaparecerão da noite para o dia. Portanto, seus indicadores de desempenho devem se beneficiar disso por um longo tempo.

O que é um KPI?

KPI é um acrônimo para Key Performance Indicator.

Os KPIs ou KPIs (indicadores-chave de desempenho) podem ser usados, entre outras coisas, no campo da gestão em sentido amplo.

E mais particularmente, nós os usamos no campo do marketing, publicidade e no campo da análise de audiência para um site.

Quais KPIs para referenciamento natural?

O principal problema com a medição dos resultados de SEO é tentar vincular as ações. De fato, não há método ou cálculo para entender a correlação entre todas as ações realizadas.

Por que não existe um método universal para medir as ações de SEO? Simplesmente porque os algoritmos do Google não são públicos!

No entanto, nossos parceiros querem saber e entender onde eles estavam, onde estão e para onde estão indo em termos de otimização e quantidade de backlinks necessárias para uma boa otimização. É por isso que ela escolhe e paga uma agência de SEO como a GR3 WEB.

Você precisa configurar KPIs para sua empresa ou seus clientes. Não há melhor maneira de mostrar o sucesso de suas ações porque os dados nunca mentem!

Entre os KPIs que seguimos na GR3 WEB para todos os nossos clientes:

  • Acompanhando seu posicionamento.
  • Visitas orgânicas e compartilhamento de tráfego.
  • Resultados de auditorias técnicas regulares.
  • Comportamento do visitante: taxa de rejeição, tempo de visita, etc.
  • Conteúdo duplicado, páginas zumbis.
  • Indexação de páginas.
  • Backlinks.
  • Concorrentes.

Se você não está na página 1 do Google, você não existe!

Não é nenhum segredo no mundo SEO! Se você não estiver na página 1, provavelmente não vencerá a batalha da busca orgânica.

Você deixará seus concorrentes muitos leads qualificados nessa alavanca de aquisição de tráfego.

Um estudo recente mostra que as três primeiras posições no ranking do Google resultam em quase 40% dos cliques. Em seguida, você deve adicionar os espaços publicitários do Google Adwords e do Google Shopping.

Em suma, 80% dos internautas não acessam a página 2 dos resultados dos mecanismos de resposta.

O que isso significa ? Duas coisas :

  • Se você não está na página 1, deveria estar lá!
  • Os internautas encontram o que procuram e confiam na primeira página.

Em conclusão, por que fazer referência natural em seu site?

A implementação de SEO de qualidade no site de uma empresa sempre beneficiará essa marca e sua estratégia de marketing.

Você construirá confiança com seu público graças a uma base de conteúdo relevante, navegação agradável e uma oferta de serviço ou um produto reconhecido.

Além disso, a técnica de SEO ainda é considerada inovadora, mas já essencial para se destacar da concorrência no digital.

Ofertas de SEO

Dependendo do andamento do seu projeto e das suas necessidades, podemos intervir de forma diferente (auditoria técnica, criação de site, otimização de conteúdo, monitoramento, etc.).

Acesse nossos produtos de SEO em detalhes clicando no botão abaixo.

Compartilhe nosso artigo nas redes sociais

Se você gostou deste artigo, pode ser útil para alguém que você conhece e nosso editor ficará muito feliz!

Como ganhar dinheiro na internet sendo menor de 18 anos

Os jovens de hoje em dia estão cada vez mais autônomos e independentes, e já percebem que a internet é um mundo de oportunidades para quem quer se desenvolver profissionalmente, ter o próprio dinheiro e melhorar o padrão de vida familiar.

Ao contrário do mercado que foi apresentado às gerações passadas, em que as oportunidades se apresentavam local e fisicamente, hoje é possível ganhar dinheiro sem sair de casa, e faturar de 10 a 100 reais por dia, antes mesmo de terminar o ensino médio.

Se você faz parte do grupo de pessoas que não acha que a idade deve ser um limitante para o sucesso, pode encontrar nas ideias abaixo, uma inspiração para começar a dar os primeiros passos.

Acompanhe!

Venda coisas que não usa mais

Vender coisas que não usa mais é uma boa forma de ganhar dinheiro na internet com menos de 18 anos.

Jogos, roupas e calçados são algumas das coisas que você pode vender.

Claro que, para fazer isso, é necessário conversar com seus pais ou responsáveis e verificar se eles estão de acordo.

Entre os sites que você pode utilizar para fazer suas vendas estão o Facebook, o Enjoei e o Olx.

Dica: Se for fazer a entrega presencialmente, prefira estar acompanhado com alguém de confiança, assim você evita correr riscos desnecessários.

Monetize suas habilidades digitais

Trabalhar como freelancer é uma das formas mais realistas e interessantes para ganhar dinheiro na internet com menos de 18 anos.

Você pode se cadastrar em sites como o Workana ou Freelancer.com (se necessário, peça aos seus pais para fazerem o cadastro para você) e começar a vender seus serviços.

Se você é bom na redação, terá muitas oportunidades para criar conteúdo para sites, portais, blogs e jornais.

Se suas habilidades são mais relacionadas à edição de imagens e vídeos, também pode utilizá-las para trabalhar para canais do Youtube, tratamento de imagens para lojas virtuais e para perfis no Instagram e no Pinterest.

Quem domina bem as redes sociais pode oferecer serviços para lojas virtuais que queiram abastecer seus perfis ou divulgar produtos nas mídias.

É possível fechar contratos de prestação mensais e garantir um “salário” interessante, mesmo trabalhando para poucos clientes.

Lojas pequenas ou que estão começando, geralmente não possuem muito capital para investir em divulgação ou contratar agências de marketing e por isso, optam por contar com freelancers ou profissionais que ofereçam a prestação de serviços por um custo menor, e isso pode ser excelente para que você dê os primeiros passos na profissão de social media.

Desenvolver aplicativos pode ser uma boa

É claro que nem todo mundo sabe como desenvolver aplicativos, mas hoje em dia, o que não faltam são cursos e treinamentos na internet, além de tutoriais e vídeos no Youtube que dão uma boa base para quem tem interesse e não tem preguiça de pesquisar e praticar até ficar bom o bastante para faturar com os apps.

Há adolescentes que se tornaram milionários através dos aplicativos que criaram, e você pode sim, se tornar um deles.

E-Sports são oportunidades

Quem gosta de passar horas jogando na internet, não precisa fazer isso de graça.

Os e-sports são a modalidade esportiva que mais cresce no mundo, e quem tem habilidade pode ganhar muito dinheiro fazendo lives na Twitch, colocando vídeos das suas partidas no Youtube, vendendo guias e tutoriais ou avaliando jogos novos.

Trabalhando como Afiliado

Se você é comunicativo e persuasivo pode faturar alto trabalhando como afiliado, que é quem trabalha fazendo divulgação de treinamentos, cursos ou produtos de outras pessoas.

A principal plataforma de afiliação de produtos digitais na internet é a Hotmart, em que você pode escolher cursos e treinamentos que podem interessar para pessoas que você conhece ou que estão relacionados ao seu estilo de vida e personalidade.

Se você se sentir mais à vontade trabalhando com produtos físicos como roupas, calçados, perfumes e eletrodomésticos, também encontrará oportunidades em sites como a Polishop e o Magazine Luiza, que permitem que você venda todos os itens disponibilizados em suas plataformas, sem precisar comprar nada.

Sempre que alguém realizar uma compra através do seu link de afiliação, você receberá uma comissão, que varia de produto para produto e que você pode verificar dentro das próprias plataformas.

Há pessoas que fazem verdadeiras fortunas trabalhando dessa forma, então vale a pena conhecer melhor essa possibilidade.

Uma das principais plataformas de afiliados de produtos no Brasil é a Lomadee, e o funcionamento é parecido com o da Hotmart, sempre que algo for vendido através do seu link de afiliação, você receberá uma comissão que será paga por depósito, na sua conta.

Seja consistente na sua busca

Só o fato de você ter menos de 18 anos e estar em busca de fazer seu próprio dinheiro já é um sinal de que você não é uma pessoa que fica esperando pelas oportunidades. Você mesmo as cria.

Isso significa que você tem altas chances de se desenvolver como uma pessoa de sucesso, com suas próprias ambições, que busca formas honestas de realizar seus planos e objetivos.

Continue na busca por caminhos inovadores para atingir suas metas e não deixe de se dedicar aos estudos e especializações, para que nunca falte espaço para você no mercado de trabalho.

Sucesso na sua jornada!

Aplicativos para ganhar dinheiro

Parece que há um aplicativo para tudo hoje em dia, mas os melhores precisam ser os aplicativos para ganhar dinheiro. Com esses aplicativos, você pode vender coisas, objetos que não utiliza mais.

Existe até um aplicativo que recompensa você pelo número de etapas que você executa todos os dias! Seja qual for sua preferência, esses apps para ganhar dinheiro são gratuitos para download e no geral são fáceis para usar.

Faça o download de alguns desses apps para ganhar dinheiro para ver quais são mais adequados para suas necessidades e economizar dinheiro.

Existem muitos aplicativos gratuitos legítimos que permitem que você ganhe dinheiro preenchendo pesquisas, assistindo a vídeos, compras, compartilhando fotos e muito mais. 

Apps para ganhar dinheiro

1. Foap

Seja você um fotógrafo profissional ou um novato, você pode ganhar dinheiro vendendo fotos de alta qualidade na plataforma Foap.

Você ganha cada vez que uma de suas fotos é comprada por uma marca ou agência de fotos. 

Você também pode participar e ganhar recompensas de até US$ 100 participando de “missões”, nas quais os usuários têm a tarefa de enviar fotos de itens ou cenas específicos.

Confira: Qual o melhor seguro de vida vitalício ou temporário?

2. Google Opinion Rewards

Esse app para ganhar dinheiro é revertido em créditos para você utilizar com compras na Play Store.

Quando o cadastro é realizado você começa a receber pesquisas, cada pesquisa respondida é dinheiro que você ganha.

3. Enjoei

Se você tem um armário cheio de roupas sem utilidade ou, objetos em boa conservação, pode ganhar dinheiro vendendo.

Basta baixar o app enjoei no seu celular, colocar o item que deseja vender com algumas fotos e uma boa descrição.

Não existe custo para se cadastrar, apenas é descontado uma taxa de 20% de comissão para a manutenção da plataforma, e R$ 2,15 para cada venda realizada.

4. Méliuz

Suas compras nunca foram tão divertidas, parte do dinheiro que você utiliza para as compras voltam para você.

São diversos sites parceiros onde as compras poderão ser realizadas, no entanto só conseguirá sacar quando o saldo alcançar o valor de R$ 20,00.

5. Slidejov

De forma muito simples, com esse app você ganha dinheiro simplesmente por visualizar anúncios, sem ao menos precisar clicar.

O dinheiro que você receber por esses anúncios pode ser transformado em cupons ou se preferir transferir para uma conta PayPal.

6. Clashot

Assim como Foap, Clashot também é um app para ganhar dinheiro com fotos. O diferencial é que o valor quem coloca é você, no entanto ficará apenas com 44% do valor de cada foto vendida.

7. CashApp

Para quem fica muito tempo no celular digamos perdendo tempo, com o cashApp tudo pode mudar, é só baixar e testar apps.

Com duas opções para o dinheiro, pode ser transformado em créditos para serem utilizados no play store ou transferido para a conta PayPal.

8. Get Ninjas

O aplicativo Get Ninjas permite que você realize o cadastro de forma gratuita, para oferecer algum serviço no qual você seja bom. Qualquer serviço mesmo, desde limpeza a aulas.

9. PicPay

Conhecida como a rede social para pagamentos, porque cada um seja pessoa ou empresa tem o seu perfil.

Muito simples, fez uma compra e quer pagar? Ache o perfil, digite o valor e pronto.

É possível ganhar dinheiro com o PicPay através de promoções e cashback de até 40%.

10. Udemy

Quando o assunto é aula, talvez o aplicativo Udemy seja o mais conhecido. Você pode ganhar dinheiro colocando os seus a disposição de outras pessoas.

Agora se você quer vender uma aula ou um curso, capriche, prepare antes o que vai te garantir um retorno satisfatório.

11. Recarga Pay

O Recarga Pay tem algumas facilidades que lembra o PicPay, com programas de cashback diferenciados e pagamentos facilitados.

Com o Recarga Pay você pode comprar créditos para celulares como também para Uber.

E os benefícios não terminam por aí, se você quiser ganhar um pouco mais é só solicitar o cartão pré-pago, e receber de volta 1% sobre qualquer compra que for realizada através do cartão.

12. Uber

O Uber é o mais pensado quando o assunto é transporte de forma colaborativa.

Porém este app não serve apenas para você conseguir viagens com um valor em conta.

Outras opções com o Uber que certamente lhe dará um retorno financeiro é se tornar um motorista do aplicativo.

13. Rappi

Não importa o que você esteja precisando, o Rappi é o Uber das entregas. Você pode ganhar dinheiro realizando as entregas, pode ser até de bicicleta, desde que o produto chegue até o cliente o empregador faz o pagamento a você.

14. MaxMilhas

Quem não gosta de viajar?! Não é mesmo. Com o aplicativo MaxMilhas você pode conseguir promoções de passagens de avião.

Você ganha em economia, podendo chegar em até 50% de desconto.

15. iPoll

Este aplicativo fornece alertas quando você se qualifica para fazer uma pesquisa paga. Você pode configurar seu perfil antecipadamente e, em seguida, receber notificações de pesquisas para as quais você se qualifica. 

Você também pode fazer análises de produtos, ser um comprador secreto ou testar anúncios. Você receberá dinheiro, que poderá recompensar na loja online do iPoll.

16. Sweatcoin

Este aplicativo basicamente transforma seu contador de passos em dinheiro. Ele rastreia sua atividade e recompensa você com moedas. 

Você não pode transformar a moeda digital em dinheiro. Mas você pode gastá-lo na loja do aplicativo em bens e serviços ou doá-los à caridade como dinheiro. É uma maneira fácil de ganhar dinheiro apenas andando por aí.

17. Mobee

Quer se tornar um comprador secreto? Mobee permite fazer isso facilmente. Faça o download do aplicativo e use o mapa para escolher uma empresa nele. 

Você pode completar missões em uma variedade de varejistas e restaurantes. Você receberá pontos por cada missão, que poderá resgatar por cartões-presente ou ganhos.

18. Drop

Você apenas o vincula aos seus cartões de crédito e débito, gasta como faria normalmente e depois ganha pontos comprando com seus revendedores favoritos. Você pode resgatar os pontos ganhos por cartões-presente gratuitos.

Conhece outra forma de ganhar dinheiro usando aplicativos? Deixe-me saber através dos comentários abaixo.

Até a próxima.