Categoria: Marketing

Sites produzidos com WordPress, conheça as vantagens e desvantagens

Em tempos de economia digital, muitas empresas estão criando seus sites pela primeira vez, e para isto utilizam principalmente a plataforma WordPress,  que é o motor por detrás de mais de 30% de todos os sites existentes na internet.

Criar um site é o ponto inicial para se estabelecer uma proposta comercial na internet,  e muitos empreendedores estão experimentando pela primeira vez, gerenciar esta ação por seus negócios, as opções disponíveis no mercado, para construção de sites, se multiplicam e a questão principal permanece,  qual será a melhor proposta para ativar o site da empresa, na internet ?

Segundo um recente estudo, pela empresa de consultoria em marketing digital Balcão da Internet, a plataforma WordPress é a mais utilizada no mundo, onde de cada 10 sites disponíveis na internet, 3 são baseados nesta plataforma. Até transportadora de veículos utiliza isto.

Nem sempre o mais barato é a melhor escolha, é importante observar todas as vantagens e as desvantagens dos sistemas que estão sendo oferecidos,  um dos maiores custos de ter um site na internet não está relacionado com o preço do software, mas com o custo de manutenção dele ao longo do tempo.

Isto mesmo, um software tem prazo de validade,  explica Ronaldo Luis Gonçalves, engenheiro de software,  com mais de 20 anos de experiência em TI, e diretor da empresa Balcao da Internet, com sede em Brasília.

“Atendemos clientes de todo o Brasil interessados em iniciar a sua trajetória empreendedora na internet, e orientamos estes clientes na melhor escolha entre sistemas e softwares, para se ter um bom início na internet”, ressalta Ronaldo. 

E neste universo de opções, o sistema de criação de sites WordPress destaca-se no cenário mundial,  pois é uma plataforma já utilizada por milhões de empresas em todo o mundo e principalmente por ter a vantagem de ser mantida por uma grande equipe de desenvolvedores,  segundo os dados da pesquisa, existe toda uma comunidade que dá suporte técnico ao WordPress.

Transportadora de veículos utiliza o WordPress

WordPress foi criada em 2003 por entusiastas do código livre e aberto, seguindo o grande exemplo da criação do sistema operacional Linux, que movimentou muitas mentes brilhantes no começo do século XXI, deixando um legado de excelência em serviços digitais, utilizados extensivamente até nos dias atuais.

É Importante lembrar que a plataforma WordPress não é a única plataforma criada com um código livre e aberto, para você criar o seu site na internet,  existem muitas outras disponíveis, uma outra que vale a pena ser citada hoje é a plataforma Joomla.

No próprio site da plataforma WordPress, disponível em português, existem diversas informações relacionadas à plataforma, onde recomendo que você obtenha as informações mais atualizadas, no endereço eletrônico deles, aqui: https://br.wordpress.org/

O sucesso do WordPress está justamente no volume de desenvolvedores disponíveis, trabalhando neste sistema e o atualizando continuamente, outra vantagem desta plataforma é que qualquer pessoa pode  utilizá-lo gratuitamente, inclusive existe uma versão do WordPress totalmente feita em português.

Empresas de mudanças de Brasília investem na internet, com WordPress

Pelo alcance mundial dela e pelo tamanho da sua comunidade ativa de desenvolvedores, a plataforma WordPress exige uma customização para cada cliente,  se por um lado existe um grande alcance de mercado, por outro é uma plataforma muito hackeada. “As brechas de segurança da plataforma wordpress em sua instalação original são amplamente conhecidas,  é muito necessário o apoio de um técnico especializado para você ter mais segurança”, afirma Ronaldo.

Iniciar a sua atividade empreendedora na internet com a plataforma WordPress é o caminho mais fácil e mais barato para começar a ganhar dinheiro na economia digital, mas as questões de segurança da plataforma precisam ser observadas criteriosamente, por isso é importante contratar junto um suporte técnico permanente e especializado.

Para quem quer se aventurar sozinho com a plataforma WordPress, deve tomar medidas de segurança mínima,  como por exemplo fazer um backup semanal. Devido ao seu tempo de existência e pelo tamanho da sua comunidade é relativamente simples localizar técnicos capacitados em WordPress no Brasil. 

Para quem está desejando em um emprego na área de T.I, as oportunidades de desenvolvimento de sites baseados em WordPress se multiplicam e atrai o interesse de clientes de todo o mundo, a demanda por suporte técnico especializado em WordPress é global e crescente, é importante lembrar que para atender clientes de outros países é necessário também a fluência no idioma inglês.

Quem é um empreendedor digital e com conhecimento mínimo em T.I. pode providenciar seu próprio suporte técnico, a curva de aprendizagem para operar um sistema baseado em WordPress é curta, segundo a pesquisa realizada pela empresa Balcão da Internet,  a partir de 60 horas de treinamento, se opera o WordPress, relativamente bem.

Transporte de veículos

Muitos empreendedores não estão interessados em meandros  técnicos de sistemas de software,  preferem focar seus esforços na geração de negócios,  e onde justamente nesta questão que a empresa do Ronaldo atua. “Acabamos por optar em trabalhar com um importante nicho de mercado para atuar com o WordPress, e foi no setor de logística brasileiro que encontramos o nosso caminho, em especial no setor de móveis planejados e mudanças”, completa Ronaldo.

Terceirizar  toda a parte técnica na primeira iniciativa na internet salva muitos recursos e é mais barato, mantendo toda a equipe da empresa focada em vendas.  Um cliente da empresa do Ronaldo que trabalha no setor de transportes de mudanças concorda com a afirmação. “Estou em busca de clientes, e o Ronaldo, cuida da parte técnica do site da minha empresa de mudanças Brasília,  é um serviço que se paga e possui um preço mensal popular”, completa Marcos da Silva, diretor da empresa Brasilar Mudanças, também com sede em Brasília.

Para quem vai começar agora na internet a recomendação da empresa do Ronaldo seria para utilizar a plataforma WordPress,  sempre lembrando que a instalação padrão é insegura, quando o empreendedor se sentir seguro o suficiente para colocar dinheiro na sua proposta digital é melhor contar com um suporte técnico que responda rapidamente.

“Entregamos a todos os nossos clientes a segurança de ter uma operação digital que funciona todo dia,  somos focados em soluções para Micro e Pequenas Empresas de logística em todo o Brasil”, completa Ronaldo.

A empresa do Ronaldo acabou criando uma estratégia de atendimento a um nicho de mercado,  o que reduz muitos os custos e acaba por padronizar certas questões inerentes do nicho escolhido para oferecer suporte técnico, às empresas de transportes de veículos possuem as mesmas necessidades,  o que acaba gerando eficiência na proposta da empresa. “Quem me procura e me contrata,  já sabe que eu atendo empresas de logística, e já recebe um pacote de serviços muito testado, capaz de incentivar vendas hoje mesmo” , concluiu Ronaldo.

Ronaldo Luis Gonçalves

Pai, Marido, Engenheiro de Software, Empreendedor Digital desde 2007 atuando no mercado de marketing digital e SEO. É mantenedor de diversos blogs e sites na internet.

Marketing financeiro: como alcançar melhores resultados

Desde o desenvolvimento e definição do que é e a necessidade do marketing, esse termo tornou-se indispensável em inúmeras áreas de atuação, desde o tradicional até o digital (que hoje em dia acompanha a ascensão da tecnologia).

Com isso, a concorrência aflorou ainda mais sua importância ao ponto de se tornar uma obrigação, de impulsionar o sucesso ou o fracasso de uma empresa, profissional ou setor (no caso da ausência ou péssimo desenvolvimento do marketing). Entenda a importância do marketing financeiro e como alcançar os melhores resultados. 

Qual a importância do marketing para o setor financeiro?

A importância do marketing para o setor financeiro é basicamente carregar as técnicas primordiais para promover e trazer resultados por meio da publicidade. É comum muitos indivíduos questionarem a necessidade de investir em marketing.

Entretanto, com a ascensão da tecnologia e novos recursos advindos da internet e comunicação, a concorrência vem tornando-se cada vez mais acirrada, com muitas opções de qualidade e na mesma faixa de preço, impondo que os consumidores recebam “algo a mais”.

No caso, esse “algo a mais” pode incluir inúmeras técnicas e estratégias, que devem ser planejadas e preparadas de acordo com os produtos/serviços, público-alvo, tendências, concorrentes e demais recursos necessários.

Não ter um investimento em publicidade e marketing pode significar a ausência do conhecimento dos consumidores em relação aos benefícios únicos que a empresa pode oferecer, não somente um produto ou serviço, mas também experiência de compra, qualidade, resultados, eficiência, garantia, etc. Só o marketing é capaz de gerar essa comunicação.

O setor financeiro, mesmo sendo considerado um setor de burocracia e estratégias que devem ser cuidadosamente planejadas e definidas, também deve receber uma atenção focada em seu próprio marketing; o marketing financeiro.]

As instituições também são empresas e os profissionais da área também possuem concorrentes, necessitando de impor ao público suas qualidades e os motivos para serem escolhidos como bancos, investimentos e instituições financeiras. Todo setor necessita do marketing para se conectar aos clientes e ter seu próprio engajamento, gerando sucesso. 

É necessário contratar profissionais do marketing para o setor financeiro? Como funciona o processo? 

O marketing financeiro é um serviço prestado assim como qualquer outro, que envolve conhecimento, estudo, técnicas e principalmente estratégias focadas no financeiro, concorrentes, público-alvo e tendências.

Com isso, é sempre indicado a contratação de profissionais ou agências especializadas em marketing para um serviço de confiança e resultados realmente eficientes. Entretanto, é possível aprender e entender como funciona o setor de marketing, principalmente se acompanhar as tendências da área.

A internet se tornou uma aliada do conhecimento, fornecendo informações acessíveis com apenas um click, como no caso deste artigo. São dicas fornecidas por profissionais que conhecem o mercado e disponibilizam seu conhecimento para um fácil entendimento e ao longo prazo, o aprendizado.

Acompanhar principalmente as tendências de cada ramo e as transformações do mercado são as dicas mais importantes para o engajamento, ficar “parado no tempo” é a ruína para empresas e profissionais na era da internet. 

Qual a relação do marketing financeiro com o investimento em criptomoedas? 

A relação do marketing financeiro com o investimento em criptomoedas é direto, uma vez que o marketing depende quase que totalmente da internet e o fato das criptomoedas serem moedas exclusivamente criadas para o mundo online, acompanhando estratégias únicas para engajar seus benefícios e vantagens em relação às outras moedas.

Outra questão importante é que assim como todos os setores, as criptomoedas precisam de técnicas de marketing financeiro para apresentar suas qualidades e seus resultados, consequentemente divulgando e engajando as empresas que disponibilizam o investimento em criptomoedas.

O marketing é indispensável para realizar a comunicação entre os consumidores e a empresa, mostrando não somente suas maiores qualidades e resultados, mas como uma forma de convencer totalmente o cliente para ser 

escolhido enquanto empresa.

Uma plataforma corretora que não investe em marketing financeiro não alcança seus clientes, não mostra os seus diferenciais e não cria vínculos com seu público. Por exemplo, como o cliente vai saber como comprar bitcoin e a melhor plataforma se essas informações não chegarem até ele em formato de publicidade? 

Como alcançar os melhores resultados com marketing financeiro? 

Não hesite em investir em técnicas e estratégias profissionais de marketing

O marketing já existia mesmo antes da internet e tecnologia estarem em ascensão, e desde o início sempre foi indispensável para garantir a divulgação de produtos e serviços.

Hoje em dia, com a competitividade que a internet causa, investir em marketing tornou-se uma obrigação, sendo a única forma de conectar clientes e empresas mesmo com alta concorrência, mostrando seus benefícios, resultados, diferenciais e impondo o desejo, para então “fechar a compra”.

Esteja inserido nas redes sociais

As redes sociais foram um espaço apenas de lazer e comunicação, para se tornar um espaço de publicidade. Redes sociais como Facebook, Youtube e Instagram geram bilhões em lucros apenas com suas publicidades.

Isso se deve ao fato de que as empresas precisam se comunicar e estarem inseridas em espaços nos quais seus consumidores em potencial estão inseridos, sendo ele um espaço digital, ou não. Não estar na internet não é apenas perder uma venda, mas ser considerado invisível para seu público.

Acompanhe todas as mudanças das redes sociais

Não basta apenas ter um perfil nas redes sociais e postar “de qualquer jeito”, é importante estar atento às mudanças, as tendências e principalmente o que está em alta no dia de cada postagem.

As redes sociais são muito volúveis, o que funciona em um dia pode não funcionar no outro, por isso é importante não seguir uma regra sempre e estar adepto a mudar planejamentos caso necessário, visando sempre atingir o melhor resultado.

Esteja ligado no que a concorrência anda fazendo, mas não se torne uma cópia

uma das estratégias utilizadas pelo marketing é acompanhar que a concorrência anda fazendo (e não fazendo também), como sendo 

uma base para entender o que pode ser útil ou não, sempre priorizando trazer para seu cliente o que a outra empresa não foi capaz de fornecer.

O crescimento demanda do marketing, não economize

O marketing é considerado um dos investimentos indispensáveis na atualidade, optando pela contratação de profissionais especializados ou agências de publicidade, trazendo não somente a divulgação, mas se sobressaindo completamente dos concorrentes.

É possível ver exemplos de empresas que ganham milhões só com resultados de campanhas de marketing. Comece aos poucos, mas comece a investir em marketing.

A conexão e experiências humanizadas estão em alta

Por ser um espaço digital, a internet pode causar insegurança, dúvidas e impedir que muitos clientes optem por fechar negócios apenas pelo digital. Com isso, as empresas estão optando por investir em um marketing que gere conexão e experiências humanizadas, fornecendo mais conforto e segurança aos seus clientes.

A KuCoin opta por trazer diferenciais com uma interface amigável e acessível, campanhas promocionais para clientes fidelizados, diversos serviços e várias opções de negociações, trazendo não somente benefícios, mas também experiências.

Acompanhe as métricas

Acompanhar as métricas e saber o que está funcionando ou não no marketing é essencial, são necessárias para evitar perda de tempo e um marketing sem resultados, mas para ter o controle do que mais gera números em determinado período.

CRM, o que é? Como ele pode ajudar em sua empresa? 

Primeiramente, o CRM vai muito além de plataformas ou softwares. Ele é utilizado por diversas startups, grandes e pequenas empresas com o objetivo de gerenciar as devidas interações com clientes.

Destacamos que as necessidades e desejos otimizam todas as rentabilidades, otimizando as rentabilidades, aumentando as vendas e customizando diversas campanhas dos clientes.

Com o objetivo de aprender mais sobre o relacionamento do cliente e as utilidades da plataforma da empresa, preparamos este artigo exclusivo para você.

Dentro do mercado há diversos Cursos que são focados em melhorar as capacidades dos profissionais da área.

Vamos lá?

1. CRM

CRM, abreviação de Customer Relationship Management. A definição de CRM é a gestão 360 graus de vendas, marketing, atendimento e de todos os contatos envolvendo a área.

Atualmente vivemos a era dos clientes, uma era que envolve a transformação digital e de novas tecnologias.

Assim, o relacionamento tem mudado, resultando assim em um novo conceito. Destacamos que o conceito de CRM significa focar no cliente. É estratégia, é processo, são ferramentas e técnicas.

As plataformas de CRM são uma das tecnologias empresariais mais importantes e inovadoras dentro das empresas. A maneira como eles usam as informações do cliente para gerenciar clientes, prospects e oportunidades de vendas em um só lugar.

2. O que faz o CRM?

Um CRM armazena informações sobre clientes atuais e potenciais – nomes, endereços, números de telefone, etc. – bem como suas atividades e pontos de contato com todas as empresas, incluindo visitas ao site, telefonemas, e-mails e outras interações.

No entanto, a plataforma é mais do que uma lista de contatos exaustiva: ela coleta e integra dados valiosos para preparar e atualizar informações individuais de clientes, históricos de compras e preferências para sua equipe.

3. Quais são os benefícios do CRM?

O CRM tem grande ajuda dentro das empresas a crescer, liberando processos que estão desatualizados. A plataforma organiza diversas contas e contatos de forma totalmente acessível e em tempo real, acelerando e agilizando todos os processos envolvidos dentro das vendas.

Ao invés de ficar preso a lembretes e em notas adesivas, você pode obter leads de sua equipe de vendas de maneira rápida e fácil: todos os membros da equipe, não importa onde estejam, os mesmos sempre estarão lidando com diversas atualizações de informações de clientes e de suas interações com as áreas da empresa.

4. Tipo de CRM

Quando falamos de tipos de CRM, há dois caminhos que as empresas tendem a seguir, que será dependente de suas necessidades e de orçamento: CRM na nuvem e CRM local.

Gestão de relacionamento com clientes locais.

On-Premise CRM, também conhecido como On-Premise CRM, é um CRM que é mantido nos servidores físicos de uma empresa e precisa ser mantido por sua própria equipe de TI. Assim, será necessário instalar um determinado software CRM ao servidor com o objetivo de usar as devidas vantagens.

Gerenciamento de relacionamento através da nuvem

O CRM na Nuvem ou CRM Cloud é baseado na computação em nuvem. Podemos dizer que é um CRM online, portanto não é instalado no computador e não exige que a sua empresa tenha uma determinada equipe de TI totalmente dedicada com o objetivo de manter a devida solução.

É por isso que o CRM online tem chamado tanta atenção, pois toda a infraestrutura é gerenciada remotamente por uma equipe de especialistas em soluções.

Com um CRM baseado em nuvem, sua equipe simplesmente acessa a página de destino a qualquer momento a partir de um navegador ou aplicativo em qualquer dispositivo.

5. CRM e Vendas

Quando pensamos em CRM para vendas, estamos falando das partes do CRM projetadas para ajudar a sua empresa a vender mais no menor tempo possível. O CRM automatiza de forma inteligente tarefas simples para que sua equipe possa se concentrar dentro das etapas importantes da conversão de vendas.

Etapas de CRM e funil de vendas.

Você conhece o termo funil de vendas? Representa todo o processo de conclusão da transação, desde o momento da captura até a conversão final.

É por isso que usar um CRM é tão importante para o seu negócio. A melhor maneira de melhorar será a eficiência do seu funil de vendas e rastrear todas as possíveis informações do cliente.

Em todos os lugares o CRM deve significar uma solução com o objetivo de auxiliar dentro da gestão do pipeline e otimizar os processos de captura de oportunidades e negociação de vendas de forma rápida e organizada.

Salesforce

Essa ferramenta oferece uma variedade de recursos e serviços que vão além do gerenciamento tradicional de relacionamento, e você pode desenvolver diversos aplicativos altamente personalizados e customizados conforme a necessidade. Tudo através de uma visão de 360 ​​graus para otimizar a tomada de decisões.

6. Gestão de relacionamento com o cliente e marketing

Vivemos em um tempo em que estamos acostumados a associar o CRM com a área das vendas, porém o marketing é fundamental dentro do relacionamento com o cliente. Sempre quando você for integrar seus processos de marketing e de vendas, você deve acompanhar a jornada do cliente durante toda a jornada.

Fazer um Curso de Marketing será uma excelente oportunidade de você se sentir mais confiante dentro da área de mídia. Saberá exatamente onde e quando trabalhar.

Hoje em dia, diversas empresas não precisam mais ficar passivas enquanto esperam que os potenciais compradores se conectem, elas podem desenvolver estratégias e objetivos de negócios com base nas realidades disruptivas, aceleradas e hiperconectadas de nossas vidas.

Esse conteúdo é de responsabilidade da agência de SEO – Inbounder Marketing

Dicas para você mesmo criar seu site

Nos primórdios da Internet, saber como funciona a criação de um site era uma tarefa muito difícil que exigia muito conhecimento de linguagens de programação, HTML e os domínios de programação para criar e manipular imagens. 

Se você ainda não sabe sobre HTML, indicamos que você faça um Curso de Informática com o objetivo de aprender sobre essa ferramenta.

Mas ao longo do tempo, várias alternativas surgiram. Agora ficou mais simples registrar um site e fazer imagens de alta qualidade com o objetivo de deixar a página mais agradável.

Muitas empresas preferem “pular” o site e seguir o caminho mais fácil: basta criar um perfil ou página de fãs no Facebook e usá-lo como URL principal.

É importante que você saiba que é muito importante estar dentro das mídias sociais, porém enquanto não tiver um site ou até blog, você estará desperdiçando uma grande ferramenta que funciona para conquistar cada vez mais o próprio público.

Neste artigo, explicaremos sobre como criar um site e o motivo dele ser importante, além de apresentar as devidas soluções com o objetivo de colocar as suas páginas online de forma fácil e clara.

Com o objetivo de saber criar um site, é muito importante que você saiba sobre tudo que envolve computador, por conta disso, indicamos que você faça um Curso de Informática.

O que é um site?

Um site é um conjunto ordenado de páginas em um servidor de Internet cujo acesso ocorre dentro de um domínio. Assim como uma casa tem móveis como sofás, armários, mesas, camas, etc, um site será formado por diversas páginas que deverão conter: artigos, vídeos, imagens, gráficos e outras formas de mídia.

Veja o passo a passo para criar um site 

Agora, vamos realmente explicar como criar um site, mesmo para leigos.

1. Registre um nome de domínio

A primeira coisa a fazer é registrar o domínio do seu site e certificar-se de que você pode usá-lo.

Um domínio, também conhecido como URL, é o endereço do seu site. Ou seja, o que um visitante precisa digitar em uma barra do navegador para chegar ao seu site.

Existem várias categorias de domínio. O mais comum é com a sua versão brasileira, .com.br.

No entanto, você também pode usar categorias mais específicas. Por exemplo: .edu é o nome de domínio para sites relacionados à educação e .gov é o nome de domínio para sites relacionados ao governo.

Para possuir um domínio, você precisa se registrar e pagar uma taxa. Não se preocupe: se o seu nome de domínio não está em concorrência e não foi registrado por ninguém, as taxas costumam ser baixas (em torno de R$ 30,00 por ano).

Se já estiver cadastrado, você tem 2 opções:

·         Encontre o proprietário e faça uma oferta para comprar o nome de domínio;

·         Ou, mais apropriadamente, considere um nome alternativo que ainda seja gratuito.

Você pode registrar seu domínio com um contrato de hospedagem, ou pode registrá-lo separadamente com a agência responsável pela administração de domínios brasileiros: Registro.br.

2. Hospede seu site

Se um nome de domínio é o endereço do seu site, a hospedagem é a “terra” para esse endereço.

Você tem pode ter diversas páginas, imagens e arquivos dentro do seu site para que seus todos os visitantes possam acessá-los. Existem vários planos de hospedagem, os três tipos mais comuns são:

·         Hospedagem Compartilhada;

·         Hospedagem dedicada;

·         e hospedagem em nuvem.

A diferença entre a hospedagem dedicada e compartilhada é que, a compartilhada apesar de pagar um preço mais acessível, você estará compartilhando dentro do espaço disponível do servidor com outros sites  Ao mesmo tempo, a outra garante que cada site tenha seu próprio servidor. Por outro lado, na hospedagem na nuvem, seu site não está localizado em um computador.

A nuvem é definida como sendo uma rede de máquinas que compartilham esses recursos entre si. Quando este modo for selecionado, seu site estará nesta rede de máquinas, em uma seção isolada e utilizada apenas para ela.

A principal vantagem é que, por não ser uma máquina física, seu site é imune a falhas de hardware. Portanto, uma vez hospedado dentro da nuvem, será mais fácil aumentar a capacidade do seu site no objetivo de receber visitantes pois é simples alugar recursos adicionais.

Com o objetivo de escolher a melhor hospedagem, indicamos sempre avaliar o tamanho do seu site, com o objetivo de prever o tráfego diariamente e, claro, o orçamento que está disponível.

3. Sempre escolha um bom construtor de sites

Lembra quando dissemos que você não precisa de programação profunda ou habilidades de design para criar um site?

Atualmente existem diversos bons construtores de sites. Eles vêm com temas prontos e recursos extras que você poderá combinar e personalizar com o objetivo de criar algo que se pareça com sua marca.

Leia também: melhores IPTV Box

O construtor de sites mais usado é o WordPress.org. Porém, sempre tome cuidado para não confundi-lo com o WordPress.com, pois embora seja mais fácil de usar, ele será mais limitado dentro dos termos de opções e de autonomia.

5. Liste sempre quais são as seções do seu site

A grande maioria dos sites acaba com as seções que podemos dizer que são as mais comuns:

·         Homepage, com uma boa imagem de abertura ou um carrossel de imagens e frases influentes;

·         Quem é, um pouco de história e às vezes a equipe de trabalho;

·         Produtos ou serviços e listagens oferecidas pela empresa;

·         Clientes, geralmente com destaque para os maiores e mais conhecidos clientes;

·         Portfólio ou histórias-chave de sucesso com o objetivo de forma de demonstrar que a empresa será uma plataforma confiável e cumpre suas promessas;

·         Além do endereço e telefone, também é possível entrar em contato através do formulário.

Uma das razões pelas quais um site é composto por essas páginas geralmente funciona. Se você pensar bem, esses programas reúnem informações sobre quase todas as empresas que a maioria dos clientes e prospects deseja conhecer.

6. Escolha sempre um bom tema

Para usar o WordPress, você deve sempre ter um bom tema. Pois, é chegado a hora de criar um objetivo do seu site e as das suas páginas que serão incluídas nele estão mais claras, escolher um visual marcante ficará mais fácil. Há centenas de opções de qualidade dentro do mercado.

Você deve escolher todas as devidas características que são as mais compatíveis com o perfil e as suas necessidades. No entanto, das diversas características que um tema poderá ter, uma é essencial: a capacidade de resposta. 

O que significa cross selling? – Definição e exemplos de venda cruzada!

O que significa cross selling? Agência marketing digital Curitiba nos explica? Com essa expressão, que na tradução literal significa venda cruzada, nos referimos a uma estratégia de venda de um produto ou serviço além do que o cliente exige, após ter consolidado e confirmado a venda do primeiro, assim acaba gerando mais receita.

Essa prática tem feito cada vez mais sucesso no Brasil, se os clientes alvos forem lembrados sobre algumas recomendações de produtos as chances de vendas aumentam.

Mas para fazer disso uma prática recorrente é necessário entender que é preciso tentar entregar algo a mais além de apenas o produto solicitado, ou seja, um valor adicional. Então a questão não é apenas vender, mas sim causar uma boa impressão para o cliente e fazê-lo se sentir bem e seguro na hora da compra. Leia conosco e entenda melhor o que significa cross selling, vamos lá!

Exemplo de cross selling (venda cruzada)

Uma série de produtos adicionais são oferecidos a uma cliente que vai a uma loja para comprar um maiô, e depois de tê-la satisfeito, você a leva para a compra de outras coisas, como uma bolsa e chinelos, combinados e, assim por diante, oferecendo o pacote completo a um preço favorável, em comparação com a compra de um único produto.

Aqui estão mais metas alcançadas:

  • Em primeiro lugar, satisfazer o cliente, que desta forma ficará ligado à empresa que satisfez não só o pedido, mas também a necessidade latente e talvez até um sonho;
  • Reduzir o estoque;
  • Obter um maior lucro, não só em termos econômicos imediatos, mas a longo prazo como a compra de um cliente satisfeito e, portanto, fiel, que deve ser o primeiro objetivo desta estratégia de marketing.

Cross selling com serviços

Querendo dar o exemplo não com a oferta de um produto, mas com um serviço, pode-se relatar com muita eficácia o exemplo que se propõe em um banco que, permite-nos  abrir uma conta corrente e “oferece” serviços adicionais, como um investimento em longo prazo, um serviço de gerência de ativos, que o gerente cuidará perfeitamente, levando assim o cliente a querer confiar tudo relacionado ao financeiro a essa agência.

Na verdade, se pensarmos bem, é realmente interessante ter um banco que nos segue e sem nos causar muitos incômodos resolve uma série de problemas que são mais propensos a nos fazer perder tempo do que qualquer outra coisa.

Uma falta de conta resolvida com uma transferência após um simples telefonema, uma transação rápida feita por telefone sem ir à agência, uma correspondência direta, via e-mail, sem perder o tempo do cliente ao telefone. 

Todos estes são valores acrescentados que não podem ser calculados, pelo contrário são muitas vezes um excelente motivo para permanecer na agência. O simples pensamento, de fato, de ter que estar na agência para assinaturas ou para tudo em caso de mudança de banco, faz com que abandonemos imediatamente a ideia.

Cross selling para tornar nossos produtos conhecidos e apreciados

Perante as operações de cross selling, o cliente se encontra por um lado a tirar partido de cada potencial serviço/produto, por outro o vendedor/empresa que consegue oferecer todo o tipo de serviço/produto, criando assim uma mais valia na sua compra.

Nem todos os produtos são os melhores, muitos são complementares e nem sempre têm o sucesso que merecem, aliás, muitas vezes não seriam utilizados se não houvesse como promovê-los com um pacote.

Lembramos, por exemplo, da entrada no mercado do Powerade da Coca-Cola, onde para comprar a famosa bebida com era necessário ter um pedido mínimo, a preço de presente, da bebida energética.

Essa união permitiu um imenso desenvolvimento da Powerade e a tornou independente ao longo do tempo. Claro que nem todos os lançamentos terminam assim, mas com certeza é difícil pensar em tamanho sucesso sem um ombro tão importante quanto o da bebida principal.

A venda cruzada (cross selling) é a consequência da boa fidelidade do cliente ou do desenvolvimento excessivo de produtos. Certamente hoje a Coca-Cola não consegue reter cada um de seus vendedores, mas tem uma força incrível no cliente final que, sem perceber, graças a uma enorme operação de marketing, em cada bar ou restaurante, bebe o líquido refrigerante.

A venda cruzada é uma estratégia de marketing válida para qualquer tipo de empresa, o importante é saber estruturá-la bem sabendo que é preciso:

  • Em primeiro lugar ler as necessidades e solicitações, mesmo que não expressas pelo cliente;
  • Conhecer bem seus produtos e aprimorá-los;
  • Preparar pacotes atraentes e flexíveis;
  • Promover os pacotes com publicidade adequada.

Uma excelente estratégia seria criar uma lista de clientes inscritos na newsletter da empresa e enviar ofertas periodicamente, pacotes, todos com data para terminar. Talvez até personalizá-las a partir de pesquisas, perguntas destinadas a conhecer os desejos e necessidades de cada cliente.

Esse foi nosso artigo sobre o que significa cross selling, aproveite nossos outros artigos no site e até a próxima!

Qual a importância da identidade visual? [guia + dicas]

Todos temos um conjunto de características que nos torna únicos e identificáveis: nome, aspectos da personalidade, aparência etc. A identidade visual de um negócio serve ao mesmo propósito: ela é responsável por diferenciar a empresa da concorrência e deixar uma marca no mercado. Essa é a principal importância da identidade visual. 

Quando bem feita, ela consegue envolver os sentidos do seu público-alvo, gerando confiança e convertendo novos clientes com maior facilidade. Criamos este artigo para te ajudar a entender melhor como criar uma identidade visual de sucesso. Se quer saber mais sobre como a identidade visual consegue ajudar a sua empresa, continue com a leitura e faça um bom curso de e-commerce

O que é identidade visual?

Identidade visual é o conjunto de elementos gráficos como cor, fontes e formatos responsáveis por transmitir os valores e mensagens de um negócio, garantindo que sua imagem seja coerente e consistente

Cada negócio tem o objetivo de construir uma reputação e posição no mercado, e isso só é possível por meio da identidade visual. Trabalhar a estética da marca é crucial para injetar alma ao projeto, criando associações e memórias poderosas na cabeça da sua audiência. 

Qual a importância da identidade visual? 

É bastante comum que clientes se apaixonem por marcas por se identificarem com sua estética, valores ou filosofia. Uma identidade visual bem elaborada pode cativar seu público e informar visualmente a que serve sua empresa, agregando mais valor ao seu produto. 

Pense em marcas como a Apple. Ao primar por uma proposta minimalista na sua estética geral, a Apple conquistou mais do que milhões de consumidores por todo o mundo: ela conseguiu recrutar seguidores fiéis que esperam ansiosamente pelos próximos lançamentos da marca. 

O mesmo fenômeno pode ser observado com a Starbucks. A identidade visual dos seus copos e logotipo cativaram milhões de clientes, gerando a ideia de que consumir seus produtos é uma experiência exclusiva e esteticamente agradável

Vantagens de uma boa identidade visual

  • Agregar valor aos produtos por meio de visuais criativos;
  • Transmitir maior profissionalismo ao mostrar consistência em todos os canais de comunicação;
  • Estimular novas compras ao fixar sua empresa na mente dos seus clientes;
  • Promover identificação estética com seu público, ocasionando em uma experiência de consumo mais satisfatória;
  • Construir laços emocionais com o cliente, assegurando maior lealdade no futuro.

Principais elementos da identidade visual

1. Cores

As cores que compõem a identidade da sua marca são mais que um elemento estético: através delas é possível transmitir mensagens, gerar emoções e chamar a atenção do seu público. 

Pense em empresas como o McDonald’s, que têm cores bem definidas usadas em todos seus produtos e campanhas publicitárias. A cor amarela é conhecida por se destacar e carregar consigo a ideia de energia e otimismo. O vermelho, por sua vez, carrega mensagens relacionadas à paixão e à urgência

Por isso, recomendamos que você conheça a psicologia das cores e escolha as que têm efeitos emocionais que façam sentido com a proposta do seu negócio. Para te ajudar, existem ferramentas online capazes de criar combinações de cores exclusivas para aplicar nas suas plataformas, como é o caso do gerador de paleta de cores.

2. Tipografia

A tipografia, ou seja, a fonte usada pela marca, é outro pilar da identidade visual. Sendo responsável por dar personalidade ao texto, a forma como a tipografia é aplicada (maior, menor, itálico, negrito) também possui o papel de hierarquizar informações e causar reações emocionais na sua audiência.

Além disso, pense em tipografias marcantes como a da Coca-Cola. Mesmo que seja usada com um texto diferente, é muito provável que você reconheça a fonte usada. Isso é o quão marcante a fonte de uma identidade visual pode ser.

3. Formas

As formas da sua identidade visual também são de grande importância. Isso porque o cérebro humano naturalmente distingue e memoriza diferentes formatos, captando mensagens emocionais importantes sobre um determinado negócio. 

Conhecendo bem as mensagens emocionais de cada formato, é possível transmitir mensagens marcantes para seus clientes, mesmo sem dizer uma única palavra. O círculo, por exemplo, costuma ser associado a modernidade, continuidade e fluidez. O quadrado, por sua vez, costuma ter associações relacionadas a segurança, solidez e equilíbrio

4. Logotipo

De todos os elementos, o logotipo talvez seja o mais importante. Afinal, ele é a imagem principal que representará a empresa diante dos consumidores. O logo é a primeira impressão de um empreendimento diante de potenciais clientes e é a base da identidade de uma marca. 

Um bom logo pode captar a atenção e comunicar os valores de uma empresa de forma interessante e criativa, marcando seu negócio na memória do seu público-alvo — por isso, ele precisa ser muito bem pensado. Por sorte, hoje é possível criar logos de aparência profissional sem tanto esforço ou dinheiro, com o uso de ferramentas virtuais como o criador de logo

Separamos também, uma ferramenta gratuita de gerador de slogan que irá lhe ajudar com sua identidade visual.

Já sabe a importância da identidade visual?

Se oferecer um bom serviço ou produto é importante, comunicar visualmente e de forma eficaz as mensagens e valores da sua empresa é ainda mais. A experiência de vender um produto deve envolver fatores racionais, mas também emocionais — e isso passa pela construção de uma identidade visual agradável e eficaz
Esperamos que você tenha entendido tudo sobre a importância da identidade visual. Com nossas dicas sobre a importância da identidade visual, será possível criar uma que potencialize seu empreendimento e encante seus clientes, destacando-o da concorrência.