Como montar um negócio lucrativo

Como montar um negócio lucrativo

Se tornar um empreendedor significa trilhar um caminho difícil. Porém, que também traz grandes conquistas e muitas satisfações. E, para chegar ao topo, é preciso montar um negócio lucrativo.

Afinal, uma empresa que não é capaz de se manter é totalmente fadada à falência. Toda entidade, em toda área pode se tornar muito estável, mas é preciso tomar certos passos para que ela se estabeleça.

Sendo assim, leia alguns pontos para se montar um negócio lucrativo, permitindo que tanto para aqueles que desejam ingressar ao mercado quanto aos mais experientes, aplicar estes e tornar o seu empreendimento um sucesso.

Como empreender e ter lucratividade?

Isso é uma preocupação para todos, principalmente para aqueles que estão começando suas carreiras empreendedoras. Afinal, são tantos detalhes que precisam de atenção que podemos, por muitas vezes, nos perder em meio a tantas novidades.

Montar um negócio lucrativo não envolve qualquer mágica ou outros artifícios. Este será fruto de uma série de etapas que precisam ser feitas com a maior seriedade possível.

Afinal, estamos falando daquilo que irá mudar radicalmente a sua vida, podendo ser tanto para o lado positivo quanto para o negativo. Ainda que desejemos pensar melhor, é imprescindível que encaramos a realidade de que uma empresa não é feita apenas de frutos.

Na verdade, os frutos sequer são resultados imediatos. Uma nova corporação que surge na atualidade demora mais de dois anos para realmente dar lucro, sendo que neste período a mesma está apenas fazendo contas.

Quando colocamos isso junto ao fato dos impostos que podem ser vistos até como abusivos em nosso país, entendemos facilmente o porquê grande parte das entidades que nascem, morrem antes dos dois anos, afogada em dívidas que foram geradas desde o início.

Por isso é extremamente importante que entenda um ponto chave dentre tudo isso: quando criar e colocar o seu negócio para funcionar, este irá demorar para realmente se tornar uma fonte constante de rentabilidade.

Claro que nem todo o caso isso ocorre. Muitas Startups com planos ambiciosos acabam por decolar de uma maneira absurda a ponto de, da noite para o dia, está se tornar extremamente famosa.

Entretanto, este tipo de modelo por si só tem tal tendência, usando de ideias criativas para se criar um protótipo com pouco investimento, então se lançando no mercado de ações e conseguindo aportes por ser uma ideia arrojada.

Mas, independentemente deste fenômeno, não quer dizer que a mesma também não sofra um planejamento prévio. Sendo assim, a seguir, apresentaremos algumas etapas básicas a se seguir para que, desde o início, sua empresa possa ter uma maior chance de sobreviver neste mundo acirrado que é o do empreendedor.

Plano de ação para o seu negócio

Todo empreendedor está acostumado a ouvir falar em plano de negócio. Este é o primeiro passo para garantir um futuro mais seguro para a sua entidade, de forma que esta possa se consolidar no mercado.

Um plano de negócio irá envolver praticamente tudo relacionado ao seu empreendimento futuro, onde serão colocadas informações desde o quanto será investido, até o planejamento de lucros, matérias-primas, e muitas outras.

É preciso tomar um extremo cuidado com este, visto que ele define as metas iniciais e objetivos principais a serem conquistados pela própria corporação, traçando um caminho que está deve seguir.

Ainda que o futuro seja incerto, neste é possível definir alguns passos que o levarão até o topo. Por exemplo, colocar uma especulação dentro dele, procurando avaliar quando seria o melhor momento para conseguir um maquinário, por exemplo.

O SEBRAE disponibiliza em seu site um programa que lhe ajudará a criar o seu plano de negócio, assim como também possui alguns cursos e workshops gratuitos para que aqueles que estão prestes a adentrar este mundo possam conseguir o conhecimento básico necessário.

Além disso, existem diversas obras, tanto em livros quanto em filmes e seriados, que abordam tal assunto. Estas são uma ótima adição a seu repertório, visto que são escritas, em grande maioria, por pessoas que já estão consolidadas no mercado.

E, acredite, todo conhecimento durante esta jornada será útil. Logo, vale a pena tanto montar o plano de negócio da sua empresa quanto estudar, a fundo, métodos usados por outros.

Pesquise 

É sempre interessante realizar pesquisas dentro da área que planeja engajar, para que se possa entrar nessa com algum potencial competitivo. Para que possa abordar seu cliente da maneira certa, é preciso conhecer sobre o que está lidando.

Pesquisar não apenas envolve o preço de sua futura concorrência. Claro que entender o quanto esta é capaz de lucrar é um ponto interessante, visto que, com base em tal, pode planejar uma margem de seu produto.

Entretanto, a pesquisa vai muito mais longe do que apenas este ponto. Aqui, é possível identificar em quais pontos o setor ainda não evoluiu, e como o problema das pessoas que buscam por tal solução pode ser solucionado de uma maneira melhor, mais efetiva.

Além de claro, observar falhas. Não existe produto perfeito, e sim o que melhor se adequa a sua situação. Explorar as falhas pode ser um ponto a se otimizar naquilo que se pretende vender.

Outro ponto importante dentro deste contexto é entender as tendências de mercado. Ou seja, é preciso saber o que o público deseja, ou irá desejar, para que se possa vender exatamente o que procuram.

Por mais redundante que pareça falar tudo isso, é uma dica valiosa. Muitos empreendedores ainda começam seus empreendimentos sem entender nada da área, achando que tudo dará certo por apenas esforço puro.

Ainda que a força de vontade seja um dos fatores chaves para levar uma marca ao sucesso, este não é o único fator. Alinhado a outras etapas, está realmente pode fazer uma entidade crescer, mas, apenas por ela, a probabilidade de falha é grande.

Mais um fator adicional que é importante se observar durante a pesquisa da área é o próprio público. É importante perceber que este é um fator crítico de sucesso, e observar seu comportamento, o que atrai este e por que comprar tal produto são pontos essenciais.

Defina um local

Quando falamos de localidade, esta é muito importante para uma empresa. Afinal, além deste influenciar, e muito, em valores como o próprio imposto que será cobrado em relação a ocupação do espaço, o mesmo ainda será a referência que as pessoas irão ter em relação a sua localização.

Fator este que é muito importante. Afinal, caso um cliente precise fazer uma visita ou qualquer outro motivo que faça com que este necessite ir ao local, será a este que utilizarão para buscar sua empresa.

Além disso, existe outro motivo pelo qual este é tão importante: a visibilidade. Toda organização precisa de visibilidade para a marca, e um espaço físico bem localizado garante que as pessoas que por ali passam tenham total ciência da sua existência.

Ou seja, a possibilidade de conquistar uma cartela de clientes pelo próprio local é alta. E quanto mais perto um serviço ou produto está de seu público-alvo, maior a propensão deste em adquirir.

Afinal, quando as pessoas procuram por uma resposta para algum problema, elas, geralmente, não desejam ter de buscar por muito tempo. Se aqueles que compram e consomem do seu produto estão nas proximidades, a prioridade de compra será totalmente sua.

Claro que isto também irá envolver a qualidade do seu atendimento e daquilo que está a servir para o público. De nada adianta ter uma localização privilegiada se as pessoas não lhe consideram uma opção.

Ou pior, se estas lhe consideram uma opção ruim. Um negócio que é considerado assim tem pouquíssimas chances de atrair mais pessoas, visto que as descontentes irão fazer uma propaganda negativa da entidade.

Montar um negócio lucrativo exige muitos passos

Ainda com as ideias de por onde começar ou como começar, montar um negócio lucrativo é um grande desafio. Um bom empreendedor deve estar preparado para tudo, sendo o futuro bom ou desafiador.

Consiga capital de giro para o seu negócio 

Para se ter um negócio de sucesso, é preciso ter uma boa base financeira. Para isso, muitos buscam por investimento para começar a capitalizar. Alguns já têm reserva, outros buscam por investidores e existem aqueles que encontram sua melhor solução em empréstimos destinados para essa finalidade. 
É possível solicitar um empréstimo home equity para utilizar como capital de giro do seu negócio. Você pode colocar como garantidor seu imóvel residencial, ponto comercial e até terreno em condomínio. Se tem interesse em conhecer mais sobre essa modalidade de crédito, conheça a CashMe, especialista neste segmento.