Dicas para você mesmo criar seu site

Dicas para você mesmo criar seu site

Nos primórdios da Internet, saber como funciona a criação de um site era uma tarefa muito difícil que exigia muito conhecimento de linguagens de programação, HTML e os domínios de programação para criar e manipular imagens. 

Se você ainda não sabe sobre HTML, indicamos que você faça um Curso de Informática com o objetivo de aprender sobre essa ferramenta.

Mas ao longo do tempo, várias alternativas surgiram. Agora ficou mais simples registrar um site e fazer imagens de alta qualidade com o objetivo de deixar a página mais agradável.

Muitas empresas preferem “pular” o site e seguir o caminho mais fácil: basta criar um perfil ou página de fãs no Facebook e usá-lo como URL principal.

É importante que você saiba que é muito importante estar dentro das mídias sociais, porém enquanto não tiver um site ou até blog, você estará desperdiçando uma grande ferramenta que funciona para conquistar cada vez mais o próprio público.

Neste artigo, explicaremos sobre como criar um site e o motivo dele ser importante, além de apresentar as devidas soluções com o objetivo de colocar as suas páginas online de forma fácil e clara.

Com o objetivo de saber criar um site, é muito importante que você saiba sobre tudo que envolve computador, por conta disso, indicamos que você faça um Curso de Informática.

O que é um site?

Um site é um conjunto ordenado de páginas em um servidor de Internet cujo acesso ocorre dentro de um domínio. Assim como uma casa tem móveis como sofás, armários, mesas, camas, etc, um site será formado por diversas páginas que deverão conter: artigos, vídeos, imagens, gráficos e outras formas de mídia.

Veja o passo a passo para criar um site 

Agora, vamos realmente explicar como criar um site, mesmo para leigos.

1. Registre um nome de domínio

A primeira coisa a fazer é registrar o domínio do seu site e certificar-se de que você pode usá-lo.

Um domínio, também conhecido como URL, é o endereço do seu site. Ou seja, o que um visitante precisa digitar em uma barra do navegador para chegar ao seu site.

Existem várias categorias de domínio. O mais comum é com a sua versão brasileira, .com.br.

No entanto, você também pode usar categorias mais específicas. Por exemplo: .edu é o nome de domínio para sites relacionados à educação e .gov é o nome de domínio para sites relacionados ao governo.

Para possuir um domínio, você precisa se registrar e pagar uma taxa. Não se preocupe: se o seu nome de domínio não está em concorrência e não foi registrado por ninguém, as taxas costumam ser baixas (em torno de R$ 30,00 por ano).

Se já estiver cadastrado, você tem 2 opções:

·         Encontre o proprietário e faça uma oferta para comprar o nome de domínio;

·         Ou, mais apropriadamente, considere um nome alternativo que ainda seja gratuito.

Você pode registrar seu domínio com um contrato de hospedagem, ou pode registrá-lo separadamente com a agência responsável pela administração de domínios brasileiros: Registro.br.

2. Hospede seu site

Se um nome de domínio é o endereço do seu site, a hospedagem é a “terra” para esse endereço.

Você tem pode ter diversas páginas, imagens e arquivos dentro do seu site para que seus todos os visitantes possam acessá-los. Existem vários planos de hospedagem, os três tipos mais comuns são:

·         Hospedagem Compartilhada;

·         Hospedagem dedicada;

·         e hospedagem em nuvem.

A diferença entre a hospedagem dedicada e compartilhada é que, a compartilhada apesar de pagar um preço mais acessível, você estará compartilhando dentro do espaço disponível do servidor com outros sites  Ao mesmo tempo, a outra garante que cada site tenha seu próprio servidor. Por outro lado, na hospedagem na nuvem, seu site não está localizado em um computador.

A nuvem é definida como sendo uma rede de máquinas que compartilham esses recursos entre si. Quando este modo for selecionado, seu site estará nesta rede de máquinas, em uma seção isolada e utilizada apenas para ela.

A principal vantagem é que, por não ser uma máquina física, seu site é imune a falhas de hardware. Portanto, uma vez hospedado dentro da nuvem, será mais fácil aumentar a capacidade do seu site no objetivo de receber visitantes pois é simples alugar recursos adicionais.

Com o objetivo de escolher a melhor hospedagem, indicamos sempre avaliar o tamanho do seu site, com o objetivo de prever o tráfego diariamente e, claro, o orçamento que está disponível.

3. Sempre escolha um bom construtor de sites

Lembra quando dissemos que você não precisa de programação profunda ou habilidades de design para criar um site?

Atualmente existem diversos bons construtores de sites. Eles vêm com temas prontos e recursos extras que você poderá combinar e personalizar com o objetivo de criar algo que se pareça com sua marca.

Leia também: melhores IPTV Box

O construtor de sites mais usado é o WordPress.org. Porém, sempre tome cuidado para não confundi-lo com o WordPress.com, pois embora seja mais fácil de usar, ele será mais limitado dentro dos termos de opções e de autonomia.

5. Liste sempre quais são as seções do seu site

A grande maioria dos sites acaba com as seções que podemos dizer que são as mais comuns:

·         Homepage, com uma boa imagem de abertura ou um carrossel de imagens e frases influentes;

·         Quem é, um pouco de história e às vezes a equipe de trabalho;

·         Produtos ou serviços e listagens oferecidas pela empresa;

·         Clientes, geralmente com destaque para os maiores e mais conhecidos clientes;

·         Portfólio ou histórias-chave de sucesso com o objetivo de forma de demonstrar que a empresa será uma plataforma confiável e cumpre suas promessas;

·         Além do endereço e telefone, também é possível entrar em contato através do formulário.

Uma das razões pelas quais um site é composto por essas páginas geralmente funciona. Se você pensar bem, esses programas reúnem informações sobre quase todas as empresas que a maioria dos clientes e prospects deseja conhecer.

6. Escolha sempre um bom tema

Para usar o WordPress, você deve sempre ter um bom tema. Pois, é chegado a hora de criar um objetivo do seu site e as das suas páginas que serão incluídas nele estão mais claras, escolher um visual marcante ficará mais fácil. Há centenas de opções de qualidade dentro do mercado.

Você deve escolher todas as devidas características que são as mais compatíveis com o perfil e as suas necessidades. No entanto, das diversas características que um tema poderá ter, uma é essencial: a capacidade de resposta.